NUNCA TESTARAM AS VALENTIAS (OU AS COVARDIAS?) DE WEINTRAUB

Até abril do ano passado, quando assumiu o Ministério da Educação, ninguém sabia quem era Abraham Weintraub. Hoje, sabe-se até que é um dos poucos brasileiros que podem definir, em uma roda de gente grande, os 11 ministros do Supremo como filhos da puta. Já se sabe também que ele é, ao mesmo tempo, covarde

O cara inconsistente

O Ministério da Educação não identificou erros, mas “inconsistências” nas correções das provas do Enem. Ora, direis, inconsistências. Foram (vamos usar a definição certa) cagadas graves, que prejudicam mais de 30 mil estudantes. Abraham Weintraub fez os técnicos do MEC tremerem quando falou a palavra. Se fosse escrever, ele escreveria: “Foram notadas Inconcistências nas corressões,

NAZISTAS E ANALFABETOS

Um dia é dos nazistas e o outro é dos analfabetos do governo. Eles vão se revezando. Escreveram “vizualizações”, assim mesmo, com Z, na página do Inep, o órgão que cuida das provas do Enem. É só mais uma barbeiragem grosseira da área da Educação, com E maiúsculo. O ministro Abraham Weintraub já escreveu “impreCionante”,