O RIO GRANDE DOS NEGROS

O escravismo gaúcho foi periférico, cordial e pouco intenso? Há muito esse mito do escravista bonzinho foi soterrado pelos historiadores e pesquisadores das mais variadas áreas. Mas ainda há coisas que muita gente não sabe, principalmente os racistas. O professor Mário Maestri listou, em 1998, em artigo publicado em Zero Hora, dados que podem surpreender

O HINO E OS TIRANOS

Compartilho um texto do jornalista, professor e historiador Tau Golin sobre a controvérsia em torno do hino do Rio Grande do Sul. O historiador contesta a versão segundo a qual os versos sobre “tiranos” identificam o Império do Brasil. E de que o verso sobre “povo que não tem virtude acaba por ser escravo” também