Bateu o cansaço com tanto fascismo

É quase hipnotizante o desejo de ver a vitória das esquerdas na França como a chance de nacionalizar por toda parte a contenção do fascismo, desde que se tenha a ajuda de um certo centro altruísta. É a nova tentação mundial, que também vai tentar os brasileiros. É a possibilidade que passa a ser medida

ELES ERAM DE ESQUERDA. ERAM MESMO?

Toda vez que Fernando Henrique fala, geralmente para enrolar, penso nas grandes decepções recentes da política brasileira. Quantos pretensos líderes de centro-esquerda ou genericamente progressistas se bandearam para a direita ou para perto dela, sem constrangimentos, nos últimos anos? Além de Fernando Henrique, temos Roberto Freire, Marina Silva, Cesar Maia (sim, Maia era de esquerda),