A tese fofa de Sergio Moro

Sergio Moro erra até quando parece que vai acertar. Hoje, no aniversário da Lei Maria da Penha, o ex-juiz escreveu no Twitter que os homens agridem as mulheres porque se sentem intimidados por elas. É uma conversa meio assim, meio fofa, meio anos 80. Os homens se sentem fracos porque as mulheres estão mais fortes.

DALLAGNOL E AS MULHERES VIOLENTADAS

Deltan Dallagnol, o procurador-palestrante que pretendia ficar milionário, vem usando uma analogia bolsonarista, machista e repugnante quando tenta comentar a ação dos hackers. Nas entrevistas que deu hoje, o procurador repetiu várias vezes que ele e Sergio Moro não podem ser punidos pelo que aconteceu, assim como uma mulher não pode ser condenada por ter

A RESPOSTA AO CONDENADO

Bolsonaro desrespeitou a Justiça e publicou hoje uma nota com pedido de desculpa esfarrapado à deputada Maria do Rosário. A Justiça condenou Bolsonaro por danos morais por conhecidas agressões verbais à Maria do Rosário em 2014, quando fez inclusive incitação ao estupro. Uma juíza determinou que ele publicasse uma nota de retratação. Não publicou nada.

A Justiça e os estupradores

Monica Iozzi foi processada por Gilmar Mendes porque o criticou por ter libertado o médico estuprador Roger Abdelmassih, depois de sua condenação a 278 anos de prisão por 58 estupros. A atriz escreveu na internet que, ao mandar libertar o médico tarado, que acabou fugindo do país, Mendes tornara-se cúmplice de um violentador. Teve que

Bolsonaro manda e desmanda

Ainda não surgiu o deputado macho capaz de enfrentar a fúria e os blefes de Jair Bolsonaro. Os homens da Câmara continuam temendo Bolsonaro. Hoje, ele ficou por um minuto com o dedo em riste quase tocando o rosto da deputada Maria do Rosário, a quem costuma agredir com frequência. Durante todo esse tempo, ele

O bom momento dos covardes

Temos dois exemplos de pregação de retaliações com extrema violência no Estado, disseminados por quem deveria fazer exatamente o contrário. A questão é: o que faremos desses casos, para que não se acomodem em indignações barulhentas mas inconsequentes? No primeiro, um promotor de Júlio de Castilhos disse a uma adolescente (na frente de uma juíza)

Estupradores nacionais e estrangeiros

Leio agora que prenderam mais um denunciado por tentativa de estupro na Vila Olímpica. Já são dois. O que vai acontecer com eles, um dos Marrocos e outra da Namíbia? Se o padrão for o que acontece no cotidiano das brasileiras atacadas, é provável que os dois voltem para casa como se nada tivesse ocorrido.