TOMBA O PRIMEIRO CHEFE DE FACÇÃO

Está quase morto, a caminho do impeachment, o sujeito capaz de descer de um helicóptero com os braços erguidos, como se fosse um torcedor comemorando um gol, para festejar aos berros um assassinato. Foi o que se viu naquela cena grotesca de agosto do ano passado, depois que a polícia matou a tiros o sequestrador

A GUERRA MORTAL DAS FACÇÕES DE BOLSONARO, MORO E WITZEL

As ameaças entre Bolsonaro, Sergio Moro e Wilson Witzel já definiram o cenário e as armas para uma guerra de facções em que os três poderão tombar quase ao mesmo tempo. No meio dessa guerra, o Estadão, que agora é um jornal ‘progressista’, decidiu classificar Bolsonaro como um sujeito que se dedica a “práticas fascistas”.