PARA O CHICO, COM OU SEM AÇÚCAR

Promete ir longe, mesmo que já cansado, o debate sobre a música ‘Com açúcar, com afeto’, agora meio que desviado da controvérsia se Chico poderia ou não parar de cantar uma canção que é dele, ou se a música é mesmo machista. Há conversas pelas beiradas. Perguntam se as mulheres teriam o direito de pedir

KAROL CONKÁ CAIU NA ARAPUCA

A Globo não queria ser repetitiva com as mensagens edificantes do gay assertivo e intelectualizado Jean Wyllys ou da médica e humanista negra Thelma Assis. A protagonista tinha que ser uma barraqueira do mundo virtual com o poder de Karol Conká. Deu no que deu e o Brasil esfolou sem culpa a negra que 99%