Jojo Rabbit e os nazistas brasileiros

Racistas, fascistas e nazistas de hoje devem ver Jojo Rabbit para saber como daqui a alguns anos (e não muito longe) estaremos debochando da idiotia de todos eles, muito mais do que já debochamos hoje. Nós venceremos a guerra de novo. É até surpreendente perceber que desde Mel Brooks o cinema não havia produzido nada

OS PECADOS POLÍTICOS DE ‘DOIS PAPAS’

‘Dois papas’ seria um filme médio, se tratasse de dois idosos anônimos que buscam a remissão confessando-se mutuamente sobre pecados de tempos idos. Mas o filme é sobre duas celebridades da Igreja e por isso acaba sendo um fracasso pela sua desconexão com a verdade. Pois vi o filme, depois dizer que me negaria a

Afastem de mim esse filme

Um filme, só com diálogos presumidos e edificantes, em que Ratzinger é humanizado (as pessoas e as suas muitas faces), numa história propícia para as fortes emoções de fim do ano? Ratzinger humanizado? Autoindulgência de cristãos de festa de Natal? O momento está mais para cristãos revolucionários do que para esses cristianismos de altruístas arrependidos

CADA UM COM A SUA IMPRENSA

Vi um filmaço. The Post, A Guerra Secreta, sobre a valentia do jornal Washington Post ao enfrentar o poder (inclusive da Justiça) e denunciar, em 1971, as mentiras dos governos americanos sobre a guerra do Vietnã. Nixon peitou o Post e acabou sendo derrubado pelo jornalismo logo depois, no caso Watergate. É a mesma imprensa

O cinismo americano

Volto do cinema recompensado por ter me divertido com “Feito na América”. Fui arrastado e saí bem faceiro. Tom Cruise está impagável, como se dizia antigamente. E Doug Liman sempre acerta a mão, misturando aventura, comédia e drama em doses iguais para contar a história verdadeira do piloto de avião que fazia jogo duplo trabalhando