BOLSONARO TEM A ADMIRAÇÃO DOS GENERAIS QUE FICARAM

Há um detalhe revelador de apreço e afeto na fala do ministro Luiz Eduardo Ramos, quando o general chefe da Casa Civil admite que tomou escondido a vacina contra a Covid-19. O general (na foto com Bolsonaro) confessa que ninguém deveria saber e especular sobre o que ele estava contando. E fala com sentimento. Ficamos

BOLSONARO DESMORALIZA ATÉ O IMPONDERÁVEL

Vão fracassar os que tentarem se lembrar de todos os grandes desatinos de Bolsonaro que resultaram em sequelas políticas. Sem a ajuda do Google, é impossível. E em alguns dias é provável que tenhamos esquecido até, como fato relevante e surpreendente, que ele mandou embora quatro comandantes militares de uma só vez. Mandou dois generais,

O GOLPE DE BOLSONARO É BLEFAR E METER MEDO

A palavra povo não aparece nas falas rasas que Bolsonaro tenta fazer de improviso. Não aparece muito menos nos discursos em que ele soletra o que escrevem para que leia o que não sabe numa máquina de teleprompter, olhando mecanicamente para os lados e forçando entonações e pausas em que imita a si mesmo. O

LULA EXPÔS O DILEMA DOS MILITARES QUE DÃO PROTEÇÃO A BOLSONARO

Lula começa a atormentar a direita e a extrema direita porque só ele é capaz de atitudes consideradas impensáveis. Quando alguém, em manifestação pública, ao vivo para todo o Brasil, questionaria a postura dos militares de forma tão incisiva, como fez Lula esta semana em São Bernardo do Campo? Não foi um questionamento retórico, como

A MANSÃO PROTEGIDA PELOS GENERAIS

Flavio Bolsonaro avisa aos que chegarem perto da sua mansão de R$ 6 milhões: homens de Augusto Heleno protegem o lugar. O sujeito quer dizer que eles têm mais do que um serviço de segurança, têm a proteção dos generais. A mansão e a ameaça de Flavio Bolsonaro são o tema do meu texto no

O DIFÍCIL CAMINHO DE VOLTA AOS QUARTÉIS

Os generais podem abandonar Bolsonaro, em algum momento, como já abandonaram muita gente boa no meio do caminho. A História do poder em diferentes épocas e países tem inúmeros casos de abandonos surpreendentes. Até porque já está consagrado que eles não consideram Bolsonaro um militar clássico, o que facilitaria uma retirada. Bolsonaro apenas serviu ao

BOLSONARO TEM CORAGEM DE TESTAR A FIDELIDADE DOS SEUS GENERAIS?

Golpistas e golpeados sabem que a fidelidade dos militares a uns e aos outros só se manifesta na hora da verdade. E a hora da verdade é o golpe. Está na Bíblia, mas vem de antes de Cristo. Bolsonaro blefa como se tivesse a fidelidade dos seus militares empregados no governo. Sabe não blefa com

O FIM DE SARA WINTER FOI O FIM DE BOLSONARO

Sara Winter parecia ser apenas a imbecil do blefe do golpe, mas cumpria a tarefa de fazer as encenações em Brasília. Com a prisão dela, Bolsonaro perde o teatro que atraiu até alguns dos seus generais. Com a reação do Supremo e a prisão de Sara, Bolsonaro viu ir embora a ilusão de que poderia