OS BISPOS QUE ASSINAM A CARTA CONTRA BOLSONARO

A Carta ao povo de Deus, assinada por 146 bispos, tem cinco religiosos que atuam no Rio Grande do Sul. O jornalista Marcelo Auler divulgou a lista hoje no Brasil 247. O documento foi publicado na íntegra aqui nesse blog ontem. Abaixo, a lista dos bispos que pedem diálogo e união dos democratas contra o

AUMENTAM AS APOSTAS NO FATOR MOURÃO

Os episódios recentes envolvendo os Bolsonaros acabam com tudo o que até anos atrás seriam os limites aceitáveis ou razoáveis de desatinos na política. Não há limites para as loucuras e os crimes de Bolsonaro e dos filhos dele. A realidade é adequada ao que acontece com os Bolsonaros, e as reações estão vários níveis

O PLANO DE RETIRADA

Prenderam Sara Winter e agora pegaram Fabrício Queiroz. São frentes diferentes, mas o roteiro é um só. Se a sequência tiver alguma coerência, os próximos serão os garotos. Que não serão presos, mas podem ter as portas pedaladas numa madrugada fria, antes da primavera. Teremos cenas terríveis diante dos generais. Os militares, sempre tão cuidadosos,

OS GENERAIS DE BOLSONARO

Em março de 2018, a revista Piauí publicou uma reportagem de sete páginas do jornalista Fabio Victor sobre os generais brasileiros. Um deles disse o seguinte sobre as chances de Bolsonaro ser presidente, a sete meses da eleição: “Tu achas viável que num país que evoluiu tanto institucionalmente e consolidou uma democracia alguém consiga governar

GOVERNO BÍBLICO

Essa é uma das notícias mais reproduzidas desde o anúncio do novo ministro da Educação, Abraham Weintraub. Ele tem um irmão. E esse irmão, Arthur, é um reacionário mais assustador do que ele. Fiquei sabendo que o irmão também é professor e tem a mania da direita de processar quem considera detrator (a direita lida

O debochador

Deu na Folha de S. Paulo: “O diálogo começou”. É uma notícia sobre o início de conversas do governo com setores das esquerdas. Informa que o Planalto abriu negociações com “movimentos ligados ao PT”. O que diz a notícia: “Nesta segunda (5), o núcleo duro do presidente reuniu-se com MST e Contag, que pediram mais