Eles cuidam de Sergio Moro

Passou batido um detalhe da reportagem de ontem da Folha sobre a ocupação do governo Bolsonaro pelos militares. São ao menos 2.500 membros das Forças Armadas ocupando cargos de chefia ou no assessoramento em ministérios e repartições. São 30 órgãos tomados pelos militares. Esse é o detalhe: o Ministério da Justiça tem 28 militares. Vinte

DALLAGNOL DELIRAVA

Cada um com seus delírios e sua mania de grandeza. Deltan Dallagnol planejou a construção de um monumento grandioso que simbolizasse a Lava-Jato, numa praça de Curitiba. Está em mensagens que a Folha divulga hoje. O procurador imaginava o seu monumento aos deuses justiceiros como um lugar que atrairia milhares de turistas do mundo todo.

E SE MORO CAIR?

Passa a ser provável, mais do que mera especulação ou torcida, a queda de Sergio Moro. E se o ex-juiz cair, como ficam o plano de defesa do cigarro nacional e outras questões que marcariam sua performance como ministro? E as suspeitas, como ficarão? No caso do cigarro, haverá desperdício do esforço da indústria com

MANDARAM A CONTA PARA SERGIO MORO

O fracasso das manifestações de domingo é a primeira fatura entregue ao ex-juiz que virou político e vê sumir a chance de virar ministro do Supremo, depois da força destruidora dos vazamentos de conversas pelo Intercept. Agora, Moro é considerado pelos aliados e pelos inimigos políticos apenas um deles. É nesse pantanal que tanto desdenhou

A PONTA DA LÍNGUA DE DALLAGNOL

Um trecho das conversas vazadas hoje para o Intercept entre Deltan Dallagnol, o juiz Sergio Moro e outros integrantes da força tarefa da Lava-Jato mostra que o procurador estava indeciso sobre a acusação contra Lula no caso do tríplex. Dallagnol não acreditava nas provas e não tinha convicções. Mas foi adiante. Essa foi uma barbeiragem

Lula, o delegado e o juiz

O juiz Sergio Moro saiu em defesa do delegado da Polícia Federal que está sendo processado por Lula. Moro lamenta em despacho o processo contra o delegado Filipe Pace, aquele que disse em outubro que o “amigo” recebedor de propinas, que aparecia nas planilhas da Odebrecht, era com certeza Lula. O delegado nem investiga Lula, não

Endereços e ninhos

A grande dúvida, a partir desta segunda-feira, é se o juiz Sergio Moro conseguirá localizar a mulher de Eduardo Cunha, para que ela preste depoimento em Curitiba. Nos últimos dias, os jornais noticiaram que o juiz emitiu um comunicado dizendo que Claudia Cruz precisa informar logo onde mora, para ser intimada. Não se sabe onde