BOMBAS, BENGALAS E TRAVESSEIROS

Duas bombas no bolsonarismo, as duas na Folha, que vem rearticulando forças contra a extrema direita. A primeira: Álvaro Antonio, o ministro do Turismo do esquema de laranjas em Minas, era guarda-chuva do esquema geral de caixa 2 de Bolsonaro, segundo um assessor do mineiro. Por isso Bolsonaro, que rifa até generais inimigos de Carluxo,

A CONFISSÃO DE BOLSONARO

Quando disse, lá em dezembro, que os R$ 24 mil depositados por Fabrício Queiroz na conta de Michele Bolsonaro eram parte da devolução de um empréstimo, Bolsonaro largou uma senha. Poucos prestaram atenção no seguinte detalhe. Bolsonaro disse que, além dos R$ 24 mil, tinha mais dinheiro de mais empréstimos para Queiroz. “Foram vários”, disse