QUE PARCERIA

Os deputados Arnildo Chinaglia, do PT, e Orlando Silva, do PCdoB, vão participar em novembro do Congresso do MBL sobre reforma política, ao lado de Kim Tagaguiri. Parece daquelas coisas fora do lugar e da hora. Daqui a pouco as esquerdas poderão participar de eventos promovidos pelos filhos de Bolsonaro? Nessas situações, fica-se imaginando quantos

APOIADORES EM FUGA

Conclusões interessantes a partir das análises de quem acompanhou de perto as manifestações de domingo, principalmente no Rio e em São Paulo. A direita rachou, não só com a intensificação de ataques dos bolsonaristas a novos inimigos do reacionarismo e do governo, como Rodrigo Maia. Parte dos apoiadores bacanas de Sergio Moro, da classe média

MORO DESPREZA TEORI PARA FICAR BEM COM O MBL

O áudio em que Sergio Moro pede desculpas aos tontos do MBL permite várias abordagens. A primeira e que se repete desde ontem é esta: por que Moro pede desculpas aos líderes militantes da extrema direita, se ele mesmo diz que não sabe se os chamou de tontos? De qualquer forma, Moro pede desculpas de

Abandonado

Kim Kataguiri, o líder do Movimento Brasil Livre, deve ter pensado: mas como são mal-agradecidos. Me contaram que o rapaz ficou esperando os parceiros líderes empresarias, na reunião-almoço de hoje na Federasul, e poucos apareceram. E isso que o MBL participou ativamente da campanha em Porto Alegre. Tinha mais peru do que empresário no almoço,

Outras perguntas

O Movimento Brasil Livre, com atuação intensa na campanha à prefeitura de Porto Alegre, tem a simpatia dos liberais gaúchos? Quais são os empresários ditos liberais que apoiam o MBL no Estado? Em nome da transparência que tanto reclamam dos outros, os liberais do Estado apoiadores do MBL deveriam explicitar suas posições. Certos liberais gaúchos