MIRIAM LEITÃO DESCOBRE PLANO DE BOLSONARO

Descoberta de Miriam Leitão, no título de coluna no Globo: “Bolsonaro sempre teve um projeto autoritário; ataque a jornalista é mais um sinal”. Interessante o detalhe com o alerta de “mais um sinal”. Para quem pretende saber mais da espetacular descoberta, esse é o texto: “O presidente Jair Bolsonaro tem um projeto autoritário. Não foi

O DILEMA DOS JORNALISTAS DA GLOBO

Se a Globo não fosse inimiga de Bolsonaro, muitos dos seus jornalistas-comentaristas seriam não necessariamente militantes, mas simpatizantes ou torcedores do bolsonarismo. Pelo histórico, pela índole reacionária, pela capacidade de cortejar o poder, desde que seja de direita. Merval Pereira, Miriam Leitão, Gerson Camarotti, Cristiana Lobo, Eliane Catanhêde, Diogo Mainardi e outros da Globo e

JORNALISTA ABANDONA MORO

Sergio Moro teve uma perda de peso na equipe. Sonia Racy informa no Estadão que a jornalista Giselly Siqueira pediu demissão agora à tarde do cargo de assessora de comunicação do ex-juiz. Giselly era poderosa no Ministério da Justiça. É casada com o jornalista Vladimir Netto, autor do livro Lava Jato – O juiz Sérgio

Sem comparação

Não vamos confundir chuchu com rabanete. As agressões sofridas por Chico Buarque e por Mantega, muito citadas hoje, são incomparáveis ao jogralzinho contra a Globo no avião de Miriam Leitão. Não vi até agora nenhuma ofensa pessoal nos vídeos. Chico e Mantega foram massacrados por agressores furiosos. Chico foi cercado e ameaçado pelas hienas. Mantega

O choro dos vaiadores

A vaia é uma instituição mundial do desprovido contra o provido de muita coisa, que pode ser poder, fama, talento, dinheiro, vaidade ou tudo junto. Vaiavam até Pelé. Vaiaram Lula, muito vaiaram Dilma. Jesus Cristo foi vaiado. O brasileiro chegava a vaiar até minuto de silêncio em estádio de futebol, segundo Nelson Rodrigues. Vaiavam Pavarotti,

Indignação bem seletiva

Há uma natural reação contra as vaias dirigidas à jornalista Miriam Leitão, num voo entre Brasília e o Rio, dia desses. Os vaiadores seriam petistas que fizeram um jogral improvisado no avião. É claro que não há como achar que isso seja normal. Também não deve ser considerado normal que jornalistas disseminadores de ódios semelhantes