QUEM PASSA O PANO E QUEM NÃO TEME OS GENERAIS

Globo e Folha, que devem estar a caminho de uma encruzilhada com uma escolha difícil em outubro, se saíram bem na passada de pano para os militares que teriam sido ofendidos pelo ministro Luis Roberto Barroso. Vale a pena ver como se comportaram três dos mais importantes colunistas dos jornais. Leiam como dois deles iniciaram

DEBOCHAR DE TORTURADOS É TÁTICA PARA MANTER ELEITORADO FASCISTA

O deboche que Eduardo Bolsonaro fez da tortura sofrida pela jornalista Miriam Leitão, quando foi presa em 1972 pela ditadura (foto), é parte decisiva da estratégia de reafirmação de sua posição de liderança na extrema direita. O filho que mais admira torturadores (só não admira mais do que o próprio pai) precisa consolidar seu espaço

AS ALMAS ATORMENTADAS DE NATUZA NERY E SEUS COLEGAS DA GLOBO

Já se disse, desde Gutenberg, que jornalista se considera um ser especial, porque ataca mas nunca aceita ser atacado. Natuza Nery, comentarista da Globo News, considera-se um ser especial entre os especiais. Natuza é da direita fofa e, se quisesse, não conseguiria ser bolsonarista, porque a Globo não deixa. Vive o dilema de representar um

O QUE MIRIAM LEITÃO NÃO DISSE SOBRE DILMA ROUSSEFF

A jornalista Miriam Leitão fez uma concessão a Dilma Rousseff, com quem discorda de quase em tudo. São discordâncias de fundo, não de superfície, porque envolvem questões fundamentais da política, da economia, das relações humanas e dos compromissos com a democracia e o povo. Mas Miriam Leitão mostrou que concorda com Dilma em uma questão.

MIRIAM LEITÃO DESCOBRE PLANO DE BOLSONARO

Descoberta de Miriam Leitão, no título de coluna no Globo: “Bolsonaro sempre teve um projeto autoritário; ataque a jornalista é mais um sinal”. Interessante o detalhe com o alerta de “mais um sinal”. Para quem pretende saber mais da espetacular descoberta, esse é o texto: “O presidente Jair Bolsonaro tem um projeto autoritário. Não foi

O DILEMA DOS JORNALISTAS DA GLOBO

Se a Globo não fosse inimiga de Bolsonaro, muitos dos seus jornalistas-comentaristas seriam não necessariamente militantes, mas simpatizantes ou torcedores do bolsonarismo. Pelo histórico, pela índole reacionária, pela capacidade de cortejar o poder, desde que seja de direita. Merval Pereira, Miriam Leitão, Gerson Camarotti, Cristiana Lobo, Eliane Catanhêde, Diogo Mainardi e outros da Globo e

JORNALISTA ABANDONA MORO

Sergio Moro teve uma perda de peso na equipe. Sonia Racy informa no Estadão que a jornalista Giselly Siqueira pediu demissão agora à tarde do cargo de assessora de comunicação do ex-juiz. Giselly era poderosa no Ministério da Justiça. É casada com o jornalista Vladimir Netto, autor do livro Lava Jato – O juiz Sérgio