PEGARAM OS PASTORES, MAS NÃO PEGAM OS VAMPIROS

As rezas dos pastores de Bolsonaro e de Milton Ribeiro podem ter sido mais fracas do que as orações dos vampiros que tentavam vender vacinas inexistentes dentro do Ministério da Saúde, enquanto o governo sabotava a vacinação. O balcão de negócios com Bíblias e barras de ouro foi denunciado em março deste ano, quando apareceu

O PODER DOS PASTORES NA CIDADE DA BOATE KISS

Em maio de 2015, quando o golpe já estava articulado, a deputada Manuela D’Ávila coordenou um debate sobre ódio e tolerância no plenarinho da Assembleia. Estavam na mesa a deputada, os jornalistas Juremir Machado da Silva e Luciano Potter, o então deputado Jorge Pozzobom (PSDB) e eu. Um grupo de fascistas conseguiu interromper o evento.