SÓ DIREITA E EXTREMA DIREITA SE RENOVAM

A eleição deste ano promete aprofundar um fenômeno nem tão recente. Direita e extrema direita tiram novos candidatos como coelhos da cartola, e as esquerdas sofrem para ter o mínimo de renovação. Até Fabrício Queiroz, chefe das rachadinhas dos Bolsonaros, é pré-candidato a alguma coisa que ele irá escolher mais adiante, talvez a deputado federal