FOTO DO ABRAÇO DE TOFFOLI EM BOLSONARO É UMA MONTAGEM

O mais vibrante, vigoroso e corajoso discurso de Dias Toffoli, nos dois anos em que presidiu o Supremo, não foi proferido por ele. Foi lido por Luiz Fux, na sessão do dia 27 de maio. Fux avisou que o discurso havia sido escrito a quatro mãos, por ele e Toffoli, como música de dupla sertaneja.

AS VOZES QUE FALAM BAIXO NO SUPREMO

Todos os ministros do Supremo, menos dois, já se manifestaram com veemência sobre a ameaça de golpe, com referências diretas aos blefes de Bolsonaro e dos generais. Na verdade, todos os ministros, menos duas. Depois de Luis Roberto Barroso e Edson Fachin, que se manifestaram com vigor essa semana, ainda falta ouvir Rosa Weber e

COM TOFFOLI ESTÁ ASSIM. IMAGINEM COM FUX

Dois jornalistas foram agredidos no domingo, diante do Palácio do Planalto, por fascistas encorajados pela presença de Bolsonaro. O presidente do Supremo levou três dias para se manifestar e condenar as agressões. Três dias, no tempo das urgências em que vivemos hoje, são uma eternidade. Quanto tempo Dias Toffoli levará para reagir à agressão de

Os juízes e a juíza

Cinco repórteres do Paraná, processados por mais de 40 juízes, ganharam uma defensora que qualquer jornalista gostaria de ter. A ministra Carmen Lúcia, do Supremo, deixou os juízes numa pior. Ontem, em palestra sobre liberdade de imprensa e expressão no Judiciário, no 11° Congresso da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo), em São Paulo, Carmen