Taison

Tinga, Roger e agora Taison. Que a memória de Zumbi inspire e proteja esses caras valentes nascidos e criados no Estado mais racista do Brasil, segundo o próprio Tinga.
E que outros até agora calados comecem a falar e a erguer o punho junto com Taison, o guri de Pelotas, a terra das charqueadas e do escravismo.
(O Rio Grande do Sul foi exportador de escravos. Hoje é o segundo Estado mais branco, atrás apenas de Santa Catarina.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


2 + 1 =