TINHA QUE SER UM JOÃO

Ficamos esperando que pegassem Aécio, Serra, Azeredo ou algum tucano do cartel do metrô paulista ou do roubo da merenda, da mesma turma, mas aí pegam o perigoso deputado João Rodrigues.

João era prefeito de Pinhalzinho e comprou uma retroescavadeira de R$ 60 mil, sem licitação, há quase 20 anos. João está preso em Porto Alegre, aos cuidados do mesmo Tribunal Regional Federal que condenou Lula.

É mais uma grande lição do Judiciário e do Supremo este ano. O Supremo que livrou Jucá, que livrou Serra e que livrou Aécio decidiu pegar o João do PSD de Pinhalzinho, conduzido por forte escolta armada até Porto Alegre.

O político preso, para que possam dizer que Lula também pode ser encarcerado a qualquer momento, não é nenhum corrupto tucano graúdo. Tinha mesmo que se chamar João.

Para o Judiciário, todos nós somos Joãos, desde muito antes do golpe de agosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


4 + 7 =