O trem dos tucanos

A Justiça transformou em réus mais nove denunciados da máfia do metrô de São Paulo, que agiram durante mais de duas décadas em todos os governos do PSDB, desde Mario Covas e depois nos rodízios de Serra e Alckmin.
São executivos da Siemens, da Alstom e da Mitsui e alguns subalternos do terceiro time do governo, lotados na administração do metrô, cujos nomes ninguém sabe direito. Como ninguém sabe direito quantos são e os nomes dos que foram processados antes, sem pegar cadeia.
Há quatro anos, a direção da Siemens declarou formalmente à Justiça que os governos de São Paulo sabiam e ‘apoiavam’ o cartel de grandes grupos que superfaturavam obras e serviços e pagavam propinas a subalternos do metrô.
Mas não perguntem quantos tucanos há entre os réus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


1 + 3 =