Tudo coincide

Se juntarmos todas as coincidências que envolvem os Bolsonaros, os milicianos, a vizinhança com o matador de Marielle, o esquema dos laranjas do gabinete de Flavio, a parentalha dos laranjas, o empréstimo do Queiroz, a confusão do motorista que entrou no condomínio e tantos outros fatos, é possível que o caso do porteiro tenha algum fundamento, ou que, se não tiver, talvez tenha chegado a hora de desistir de tentar provar que todas essas coincidências não são coincidências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


7 + 8 =