Tudo junto incluído

Está certo Geraldo Alckmin, segundo notícias de hoje de que não estaria preocupado com a delação em série de executivos da Odebrecht, que o incluem entre recebedores de caixa dois (não é propina…).

A tese de Alckmin é a mais óbvia possível. Quando forem divulgados os nomes dos recebedores de dinheiro da empreiteira, ninguém mais saberá o que é propina e o que é caixa dois.

Todos serão igualados, o Serra e o vereador de Epitaciolândia, no Acre. Estará disseminada a confusão. E a Lava-Jato terá ido para o ralo por excesso de delações indiscriminadas.

A Lava-Jato, tão seletiva em relação a corruptos da esquerda, vai acabar colocando todo mundo no mesmo saco. A grande confusão pode ser o projeto final.

 

 

2 thoughts on “Tudo junto incluído

  1. A Lava-Jato foi uma criação da associação golpista das elites entre STF, mídia e os EUA para pegar o Lula. Como a coisa não deu certo resolveram detonar os tucanos e peemedebistas com a lista da Oldebrecht. Com a divulgação dos verdadeiros quadrilheiros Lula cresceu 50% na pesquisa Datafolha divulgada hoje. Na coluna da Rosane da ZH, a preferida dos coxinhas, os comentários são todos contra o golpe.

  2. Marina no Segundo Turno de 2018???
    A pesquisa Datafolha desta segunda coloca a Marina como vencedora do segundo turno em 2018. Mas, nos números do primeiro turno ela tem uma queda de 25%, tem também um partido, a Rede, mal estruturado e com muitas brigas internas. Nada indica que lá na frente pode chegar ao segundo turno. Já o Lula cresce 50%, e com noticiário fazendo o brasileiro perceber que o impechment da Dilma foi apenas uma forma do PMDB, PSDB e PP escaparem da cadeia, além de ferrarem com os aposentados e favorecerem a turma do dinheiro. O povo vai se vingar no voto. Tirando os brancos e os nulos,os 35% do Lula da pesquisa viram 47%, é quase um adeus ao segundo turno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


1 + 3 =