Tudo tem explicação

Explicação do marqueteiro Elsinho Mouco, que produziu e dirigiu as montagens que resultaram no retrato oficial do homem do Jaburu, que já teve duas versões assustadoras divulgadas no mesmo dia:
“A intenção da foto é passar serenidade e confiança. É tudo o que se espera de um líder que está no comando e tem a missão de tirar o país do caos e resgatar a esperança. Não é um culto à personalidade, mas um compromisso com a ordem e o progresso”.
Pronto, está explicado. É só prestar atenção no ar de serenidade.

One thought on “Tudo tem explicação

  1. É realmente divertido ler as alegres críticas com ares de “Mea Culpa”, que os lulopetistas fazem dos representantes frutos dos seus equívocos eleitorais. Realmente, as fotos do Temer com a faixa presidencial são ridículas! Das divertidas e bem humoradas montagens à disposição na Internet, talvez a melhor, na minha opinião, seja aquela em que ele aparece caracterizado como mordomo de filme de terror, relembrando o impagável Antonio Carlos Magalhães. Michel Temer foi escolhido para compor a chapa com Dilma porque representava o maior colégio eleitoral do Brasil, São Paulo, com quase 32 milhões de eleitores, e 22,4% do eleitorado. Sem esses votos, Dilma jamais teria sido eleita. Mas se algum lulopetista com complexo de culpa quiser mesmo aliviar a sua consciência e se divertir com frouxos de risos , basta assistir o discurso de Dilma num confuso seminário na Espanha, chamado “Capitalismo neoliberal, democracia sobrante”, e disponível em vídeo na Internet. Numa mistura de português com poucos recursos e um espanhol à beira da indigência, algo entre o portunhol e a linguagem primitiva do “homo Sapiens” (ou mulher sapiens), Dilma tenta convencer a incauta platéia de que foi vítima de um golpe, que a Lava Jato “tem dedo estrangeiro”, que “há interesses escusos”, que Temer é ilegítimo, alem dos chavões de sempre. Garanto que aqueles mesmos lulopetistas que se divertiram ( e com razão) com as montagens feitas sobre a foto oficial do vice presidente que eles mesmos elegeram, e que ainda padecem de sentimentos de culpa, terão certamente uma postura libertadora ao final do vídeo. Dirão: Meu Deus! Fomos nós que criamos Isso?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


9 + 4 =