Um grande livro

Plauto Faraco de Azevedo tem muitas virtudes. A primeira: é do Alegrete. Algumas das muitas outras são essas: é um jurista erudito que consegue o que poucos alcançam. Escreve sobre Direito, economia e política com o poder e a leveza de um texto literário.
Ontem fui à sessão de autógrafos do novo livro de Faraco de Azevedo, doutor pela Université Catholique de Louvain, que leciona na Escola Superior do Ministério Público e lecionou na UFRGs e na PUC.
Neoliberalismo – Desmonte do Estado Social (Libretos, 198 páginas) trata dos descaminhos e das crueldades da sanha dos neoliberais a partir de reflexões e constatações objetivas (falamos rapidamente da constatação mais recente, que é a quebra da Argentina).
Ontem mesmo comecei a ler o livro, que só poderia ser obra da Libretos da Clô Barcellos e do Rafael Guimaraens. Termina a campanha e retomo a leitura.
Foi uma boa conversa com o professor e sua esposa, Olbia, que aparece na foto do Emílio Pedroso na sessão de autógrafos na Livraria Casa do Advogado.

A imagem pode conter: 3 pessoas, incluindo Moisés Mendes, pessoas sorrindo, pessoas em pé

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


9 + 8 =