UM TUCANO CADA VEZ MAIS PRÓXIMO DE BOLSONARO

Piorou a situação de Eduardo Leite até dentro do PSDB. Depois de ser acusado de tentar melar as prévias de domingo, que acabaram adiadas por falha no aplicativo de votação, agora o tucano gaúcho está envolvido em nova suspeita de jogo sujo.

A primeira acusação é a de jogar contra as prévias, que representam o maior fiasco de um partido nos últimos anos, por ter sido informado de que poderia perder.

O amazonense Arthur Virgílio, um dos candidatos nas prévias, suspeita que Leite tentou transformar a votação interna num caos, para transferir a decisão para uma convenção, onde teria mais chances do que Doria.

Agora, a suspeita mais recente é a de que Leite esteja sendo manipulado por Aécio Neves, inimigo de Doria, para que as prévias terminem num impasse interno e o PSDB desista de ter candidato e acabe apoiando Bolsonaro.

O truque, revelado pelos jornalistas Lauro Jardim e Malu Gaspar, no Globo, expõe mais uma vez a ingenuidade de Leite.

Aécio se apresenta como seu cabo eleitoral (sem nunca aparecer publicamente, para não ser vaiado), quando na verdade usa Leite como laranja para jogar em favor de Bolsonaro.

A jogada de Aécio em favor de Bolsonaro é uma hipótese que parece absurda, mas nada mais é impossível ou improvável na política brasileira. Não existem mais absurdos.

A suspeita da jogada de Aécio circula entre os caciques do partido, e os próprios Doria e Virgílio se encarregam de espalhar a história, segundo O Globo.

Leite está no meio do tiroteio, sem saber muito o que fazer, até porque é considerado por Virgílio “um analfabeto político”.

A possibilidade de Aécio estar jogando para Bolsonaro põe Leite em nova enrascada, depois da denúncia de que o gaúcho trabalhou para a extrema direita, em janeiro, na tentativa de sabotar o início da vacinação de Doria com a CoronaVac.

O dado concreto é que Leite tem uma base de deputados bolsonaristas ou pró-governo em Brasília. A turma de Leite no Congresso vota sempre com Bolsonaro, enquanto os deputados paulistas ligados a Doria são contra o governo.

Outro dado relevante. Já há indicativos claros, no Jornal Nacional e na Globo News, de que a Globo, que não queria Doria, agora começa a dizer que também não quer Leite, para que possa apostar tudo em Sergio Moro.

2 thoughts on “UM TUCANO CADA VEZ MAIS PRÓXIMO DE BOLSONARO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


4 + 4 =