VIDAS NEGRAS COM CAMISETAS NEGRAS

Um técnico de futebol, gaúcho, falante e famoso pelo ardor bolsonarista, vestiu uma camiseta amarela com a frase “Vidas negras importam” no fim de semana e tentou dar uma de Lewis Hamilton atrasado.

A luta antirracismo não precisa da adesão desse pessoal. A batalha antirracismo é uma briga dramática, de vida e morte. Não deveria se prestar ao marketing fofo de quem idolatra Bolsonaro.

Sem essa de que qualquer adesão é importante. Não ajuda em nada. O grito pelas vidas negras que importam deve ser muito mais do que uma camiseta amarela meio fashion.

Lewis Hamilton sabe muito bem. É bom que se diga, para estabelecer diferenças, que a camiseta de Hamilton é sempre preta.

Essa camiseta com o amarelo do golpe, de Bolsonaro e da extrema direita que o bajula ficou meio estranha.

Camisetas amarelas simbolizam há muito tempo o que o Brasil tem de pior, do fascismo que derrubou Dilma e encarcerou Lula à ascensão de Bolsonaro.

Será que a direita decidiu customizar os símbolos da luta antirracismo, ‘suavizando’ as cores das camisetas? De que grife é essa camiseta amarela?

__________________________________________________________________

CHARGE

__________________________________________________________________

DEVER DE SERVIDOR
Sem a informação de servidores públicos, o Estadão e todos nós não ficaríamos sabendo que há 6,86 milhões de testes de Covid-19 num armazém do governo em Guarulhos.

É uma vitória do jornalismo, mas que não existiria sem a informação de alguém de dentro do governo.

Outros funcionários públicos devem denunciar o que sabem sobre os crimes de Bolsonaro, não só na área da saúde.

Servidores servem ao Estado, não a eventuais governos negacionistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


5 + 3 =