WITZEL ENFRENTA OS MILICIANOS (AO VIVO)

Wilson Witzel, que foi fuzileiro naval antes de ser juiz federal, deve saber o que está fazendo na CPI do Genocídio. É o primeiro a desafiar o poder dos milicianos.

O depoimento está apenas começando, e Flavio Bolsonaro, chamado de filho mimado, já acusou o golpe.

Witzel ataca Bolsonaro, acusado de comandar a perseguição a ele e outros governadores, mas está cercado pelas facções da extrema direita na CPI. Flavio levou uma tropa de deputados para atemorizar o ex-governador.

Witzel já concordou com uma sugestão dos senadores para que participe de reunião fechada da CPI para denunciar o que sabe, depois de sugerir que Bolsonaro aumentou a perseguição depois que a polícia do Rio intensificou investigações sobre o assassinato de Marielle.

Flavio Bolsonaro quer ter o direito de participar da reunião sigilosa, mesmo que não seja membro da CPI. Witzel insinuou que ele pretende afrontá-lo como filho do sujeito, e não como senador.

A sessão promete ser a melhor da CPI até agora. Witzel está disposto a jogar no ventilador as podridões de Flavio Bolsonaro e do pai dele, numa tabelinha combinada com Renan Calheiros.

O ex-governador está testando os nervos da família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


9 + 7 =