TUDO BEM COM OS VAMPIROS E OS PASTORES

Em outubro, completa-se um ano da entrega do relatório da CPI da Covid ao Ministério Público.

Escaparam até agora todos os 79 nomes da lista de pedidos de indiciamento. Tudo engavetado.

Bolsonaro e os filhos, os vampiros civis e militares das vacinas, os disseminadores de fake news da cloroquina, os fraudadores de certidões de óbito e os integrantes de outras quadrilhas.

Todos escaparam, mesmo tendo sido denunciados por uma CPI.

É provável que os pastores da quadrilha de Bolsonaro no MEC não tenham nem o incômodo de uma CPI.

Vampiros e pastores podem se aquietar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


6 + 4 =