Alguém imagina mesmo que a Bolívia e Morales teriam condições de assumir a bronca de proteger Battisti, num cenário mundial de total domínio da direita e do fascismo disfarçado de democracia?
(E num momento em que não está tão forte internamente.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


9 + 6 =