O pacote triturado

O pacote anticrime de Sergio Moro está sendo triturado todos os dias por juristas, conhecedores do mundo do crime organizado e do sistema penitenciário, cientistas e até por jornalistas que fazem parte da claque da Lava-Jato.
No domingo, o editorial da Folha pulverizou o pacote ponto por ponto, como se nada prestasse. A conclusão, já manjada, é a de que ele joga para a torcida bolsonarista.
O ex-juiz perde apoio da mídia conservadora, porque não há como respaldar a precariedade do que ele defende. É tudo muito pobre e reducionista.
As ideias de Moro serão destruídas também pelo Congresso, principalmente a única com alguma validade, a criminalização do caixa dois, que atinge os políticos, alguns sentados ao lado de Moro.
No fim, só Deltan Dallagnol, a direita do Ministério Público e do Judiciário e os justiceiros fundamentalistas irão apoiar os planos do ex-juiz.
Sergio Moro vai se firmando como a versão masculina da Damares, apenas com a voz mais fina e, por falta de fé, sem o poder de ver Jesus na goiabeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


4 + 2 =