O QUE DEU ERRADO?

Eduardo Bolsonaro sempre tentou tirar Rodrigo Maia da disputa pela presidência da Câmara. Maia não era o que seu pai queria liderando a Casa.

Maia resistiu e conseguir dobrar o filho e o pai. Reeleito, passou a fazer críticas brandas ao próprio governo.

Bolsonaro passou a transformar Maia num serviçal do Planalto na Câmara, em nome das reformas e da governabilidade.

Na semana passada, Maia juntou os representantes dos poderes para um almoço na sua casa. Bolsonaro não iria, mas acabou indo. Tudo pela paz entre todos e pela reforma da previdência de Bolsonaro.

Esta semana, de repente, Maia voltou a atacar o governo. E para atacar Bolsonaro, atacou Sergio Moro, acusado de plágio e prepotência.

Hoje, a Polícia Federal prendeu Moreira Franco, o sogro de Maia.

Por que lá em janeiro Eduardo Bolsonaro tentava tirar de Maia a chance de continuar mandando na Câmara?

Por que nos últimos dias, depois do esforço como aliado, Maia se voltou contra o governo e chegou a criticar até os militares? O que deu errado?

Por que tanta ação da Polícia Federal hoje (incluindo o indiciamento de um filho de Lula), dias depois do fracasso da viagem aos Estados Unidos e na sequência das pesquisas que mostram o desmoronamento do apoio ao governo Bolsonaro?

Esse é mesmo o governo das coincidências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


2 + 9 =