Adesistas

A porção adesista do PT, que vai aparecer na foto ao lado de Eunício Oliveira na presidência do Senado, passa a ser cúmplice não só do PMDB, mas de todos os golpistas de agosto.
O PT adesista, que negociou apoio a um dos coronéis do Congresso (e denunciado por delatores da Lava-Jato), em troca de lugar na mesa do Senado, mergulha na mesma lama em que chafurdam os apoiadores do Jaburu, o pato da Fiesp e seus satélites.
Em nome de espaços políticos num Congresso falido e de um pragmatismo de terceira categoria, o PT adesista ajuda a legitimar, no Congresso, no Jaburu e na Avenida Paulista, o poder dos que derrubaram Dilma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


5 + 9 =