ONYX, O VIAJADOR

Reportagem da Folha online mostra, em detalhes, que o deputado Onyx Lorenzoni viajou pelo Brasil em campanha por Bolsonaro às custas do meu, do seu, do nosso dinheiro.
Onyx viajava para propagandear o candidato e depois pedia à Câmara o reembolso dos gastos com passagens.
No dia 6 de setembro, data do atentado a Bolsonaro, Onyx estava em Juiz de Fora. Fazendo o quê? Campanha para Bolsonaro. E pediu reembolso.
São mais de 70 viagens só para Rio e São Paulo, custeadas pela Câmara. Mas Onyx é deputado por Rio ou São Paulo?
Pois foi Onyx, lembra a reportagem, quem prometeu que, como ministro da Casa Civil, abrirá mão do cartão corporativo, assegurado a altas autoridades para custear gastos com viagens.
A frase é dele: “Aquela coisa de pagar jantar, pagar vinho, pagar uísque não sei quantos anos, nesse governo não ter não vai ter não”.
Mas teve viagem para fazer campanha para Bolsonaro, e muita viagem, custeada pelos cofres públicos.
A Folha pergunta: irá devolver o que gastou em campanha, como se estivesse em atividade como parlamentar, e fora da sua base, que é o Rio Grande do Sul?
E aí perguntamos nós: ou só irá pedir desculpas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


3 + 2 =