OS ADVOGADOS E O FASCISMO

E se colar essa tentativa da polícia de pedalar os escritórios dos advogados, sob o argumento de que se beneficiam de eventuais delitos de seus clientes?
A invasão de escritórios de advogados poderá se disseminar pelo Brasil, como tentou ontem a Polícia Federal?
A nova OAB reagiu com vigor, como nos tempos da ditadura, ao fascismo da Lava-Jato moribunda contra um advogado de Lula. Mas quem mais vai reagir? Só a OAB?
(Sempre lembrando que Sergio Moro grampeou os telefones dos advogados de Lula.)

Abaixo, a nota da OAB, assinada pelo presidente, Felipe Santa Cruz:
“A propósito de notícias sobre a deflagração, nada data de hoje (dia 23), da cognominada “Operação Pentiti” pela Polícia Federal de Curitiba, em que há referência à banca do advogado José Roberto Batochio, o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil vem a público manifestar o seu mais veemente repúdio à violência que se pretendeu exercer contra referido e modelar profissional da advocacia, numa execrável demonstração de que o abuso, nos dias que correm, não conhecem mesmo quaisquer limites.
O advogado jamais pode ser confundido com seu constituinte. Em boa hora o Ministério Público Federal se manifestou contrariamente ao pleito de busca e apreensão formulado pelo Delegado de Polícia Federal e, com acerto e justiça, o Poder Judiciário rechaçou prontamente essa ilegal e abusiva medida, reafirmando a inviolabilidade da advocacia e a preservação do direito de defesa.
É passada a hora de haver, para violências como estas, a necessária e devida repressão, mostrando-se necessária e urgente a sanção da lei de abuso de autoridade aprovada pelo Congresso Nacional.
Felipe Santa Cruz”