BOLSONARO DESMORALIZA OS MANIFESTOS

Os banqueiros se reúnem com a Fiesp para dar um susto em Bolsonaro, mandam alguém escrever uma nota ruim (bota ruim nisso) e aí vem o gerentão da Caixa, que ninguém sabe direito quem é, e dá um para-te-quieto nos banqueiros do Bradesco e do Itaú e seus amigos.

A chinelagem a serviço de Bolsonaro manda hoje até nos banqueiros.

O interessante é que, como a Fiesp e os banqueiros cederam à pressão do gerentão e não largaram a nota, o agronegócio, que é pop, emitiu uma carta pela democracia.

Só falta agora um manifesto dos grileiros, dos garimpeiros, dos fazendeiros destruidores da Amazônia, dos bandidos da floresta organizados em sindicatos e da boiada de Ricardo Salles.

E, mais adiante, poderemos ter uma nota dos milicianos da turma do Queiroz defendendo a harmonia entre os poderes.

Bolsonaro desmoralizou até os manifestos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


4 + 1 =