Adeus, Pablo

Morreu o gênio Paulo Sant’Ana. Tenho orgulho de ter convivido com esse cara, frente a frente, durante anos. De ter brigado muito com ele, de ter repartido cigarros, de ter planejado viagens e bobagens nunca realizadas.

Era completo como comunicador, era controvertido, complicado, um louco assumido, mas era amoroso com seus amigos. Foi o nosso maior talento da comunicação de todos os tempos.

(Já aviso que não vou permitir que nenhum comentário ofensivo à memória do Sant’Ana seja publicado aqui.)

Esta foto foi feita pelo Carlinhos Rodrigues em 2007, no fumódromo de Zero Hora. 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


4 + 1 =