Homenagem a Hopper

Fui ver La La Land, um filme que faz, além da homenagem aos musicais, outras homenagem explícitas, como a exaltação do jazz, e algumas subentendidas a todas as artes, à pintura e em especial ao gênio de Edward Hopper.
Em muitas trocas de cena, o diretor Damien Chazelle pinta quadros de Hopper na tela. E Emma Stone é ela mesma uma personagem de Hopper.
A reprodução da luz, das cores e dos perfis humanos de Hopper é fantástica. E tem mais homenagens à pintura. Mas aí não vou dizer mais nada. O filme é lindo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


2 + 7 =