Jurinho

O Banco Central tabelou o juro do cheque especial, que cai de 400% para no máximo 150% ao ano.
É como se uma lei determinasse que assassinatos poderiam continuar existindo, mas só com com facas de até 50cm e com revólveres com 38 de calibre máximo.
Juro de 150% é crime contra os pobres, os que mais usam cheque especial. Mas agora é um crime com um certo limite determinado pela autoridade monetária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


5 + 9 =