O PILAU DO MERVAL

A piroca verde-amarela da Paulista, que os bolsonaristas adoraram, pode marcar a ressurreição do esculacho de rua das esquerdas.

A piroca verde-amarela da Paulista, que os bolsonaristas adoraram, pode marcar a ressurreição do esculacho de rua das esquerdas.

Que tenhamos de volta o esculacho político, que parece ter morrido ou adormecido depois do golpe, com raras exceções.

O bolsonarismo curtiu a piroca como algo com alguma coerência com o que estava acontecendo.

E a piroca foi uma invenção de uma gurizada de esquerda infiltrada nos preparativos do golpe que nunca acontece.

Precisamos de mais zoeira e atrevimento e de mais pirocas. Eles enlouquecem com as pirocas, e mais ainda se forem patriotas.

Vamos imaginar o Merval Pereira, especialista em pirocas, empurrando o carrinho de supermercado com o que ele poderia chamar de pilau cívico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


7 + 4 =