OS BOMBACHUDOS, A PESTE E O BOLSONARISMO

O líder dos prefeitos que ameaçaram se rebelar contra as medidas de contenção no Rio Grande do Sul deve fazer uma lista dos parceiros que decidiram boicotar as decisões do governo do Estado contra a pandemia. Todos os bombachudos negacionistas devem dar o nome e mostrar a cara. Em nome da transparência. A direita precisa

A VELHA HISTÓRIA DO ‘EU AVISEI’

Daqui a alguns anos, quando os jovens de hoje olharem de novo para trás (que é o que mais fazemos), poderão dizer: muitos nos apoiaram para que saíssemos às ruas e eles estavam certos, porque derrotamos o fascismo. Mas é provável também que, numa situação inversa, eles tenham de dizer: alguns nos alertaram para que

O ALERTA DE LULA PARA O ADESISMO DOS MANIFESTOS

Os jornais uruguaios deram nas capas, há alguns dias, uma notícia que seria improvável na maior parte do mundo. O presidente Luis Lacalle Pou colocou sua máscara anticoronavírus e foi à casa do seu antecessor. Queria conversar com Tabaré Vazquez sobre detalhes da estratégia de combate à pandemia, que coloca o Uruguai entre os países

BONNER TEM SAUDADE DE 2006

O apresentador da Globo, que não consegue entrar numa padaria, é hoje não só a face pública da direita arrependida, mas também assustada e amedrontada com as ações da extrema direita no poder. O Jornal Nacional contribuiu para a ascensão desses agressores. É o tema do meu artigo quinzenal no jornal Extra Classe. Passe o

A COVARDIA DOS EMPRESÁRIOS

Se o Brasil não tivesse se transformado num país de acovardados, que assistiu à ascensão do fascismo sem nenhuma reação política articulada, as agressões da família Bolsonaro contra o Supremo seriam encerradas nos próximos dias. Não passariam de maio. Mas isso só aconteceria se o Brasil tivesse entidades liberais fortes, conservadoras mas vigorosas, e não

OS COMPARSAS DE BOLSONARO

Enquanto atacava Bolsonaro agora há pouco, Wilson Witzel chamou o inimigo de líder e admitiu que ajudou a elegê-lo. Doria Júnior, Eduardo Leite e outros bolsonaristas dissimulados podem dizer o mesmo. Bolsonaro parte pra guerra contra os traidores, que se elegeram na sua carona e depois saltaram fora. Bolsonaro só existe como voz do fascismo

BOLSONARO BLEFA COM UM PODER QUE NÃO TEM

Bolsonaro não consegue criar o partido da família por falta de mobilização. Muito antes da pandemia, ninguém queria saber do partido de Bolsonaro. Nem os frequentadores das igrejas que o apoiam. Agora, fazem aglomerações em Brasília, pelo golpe e por Bolsonaro, e aparecem grupos que José Simão define como meia dúzia de gado pingado. Por

NÓS DEPENDEMOS DESTES TRÊS

Os três ministros mais destemidos do Supremo hoje, os que não se assustam com os blefes do bolsonarismo, foram indicados pela direita. Gilmar Mendes, Celso de Mello e Alexandre de Moraes. Podem dizer que são isso ou aquilo, que não são confiáveis, que são liberais. Podem repetir tudo o que parte da esquerda gosta de