O FIM DE BOLSONARO SERÁ A LIBERTAÇÃO DA DIREITA

Bolsonaro é o candidato dos ricos, dos homens e da classe média branca rural e urbana. É o que se sabe e é ululante há muito tempo. Bolsonaro é então o cara do projeto político da maioria deles? Não. Não é. O contingente sem pai nem mãe, desde a morte política dos que se abrigavam

OS TUCANOS DESAMPARADOS QUE NÃO CONSEGUEM SE ENTREGAR AO BOLSONARISMO

O apresentador de TV Tiago Leifert é um tucano desorientado com o fim do partido e de suas lideranças, mas sem coragem de se assumir bolsonarista. Leifert faz parte de um grupo com milhões de desorientados. Há muitos jornalistas nessa turma, a maioria da Globo. Se a Globo não fosse inimiga de Bolsonaro, muitos comentaristas

PAOLA CAROSELLA VENCEU A EXTREMA DIREITA

O mundo real e o mundo virtual não são a mesma coisa. Se o mundo virtual mandasse mesmo no mundo real, a chef de cozinha argentina Paola Carosella estaria quebrada. No mundo real, ela está consagrada. Porque muitas vezes o mundo virtual, principalmente o criado pelo fascismo, é apenas o mundo imaginário da mamadeira de

ESTAMOS MAIS BURROS?

O brasileiro que ataca a universidade e a ciência está de alguma forma afrontando um incômodo, ou tudo o que ele não consegue ver como algo que possa ajudá-lo. Esse brasileiro talvez não esteja ficando mais burro, mas muito mais preconceituoso, egoísta e fascista. É o tema do meu artigo quinzenal no jornal Extra Classe

DOIS ANOS DE DESTRUIÇÃO

Foi numa sexta-feira, 13, que o Brasil teve seu último dia de normalidade. São dois anos de mortes, negacionismos, ódios, mentiras, corrupção e fascismo. O cenário de horror criado pela pandemia e pelas ações, omissões e crimes do bolsonarismo é o tema do meu artigo quinzenal no jornal online Extra Classe, com link logo abaixo:

A CARA DO NEGACIONISMO AINDA NÃO FOI MOSTRADA

O jornalismo ainda está devendo a grande reportagem sobre os danos reais do negacionismo. Estatísticas são decisivas para entender a realidade, mas a realidade é bem mais do que os números que o governo tenta esconder. O negacionismo é a morte imposta pelos que pensam negá-la, e a verdadeira face dessa morte ainda não foi

A IMPUNIDADE DO BOLSONARISMO É A MAIOR AMEAÇA À DEMOCRACIA

Bolsonaro continuará livre e solto para planejar a volta ao poder em 2026. Sergio Moro terá o quinto emprego em três anos. Os filhos de Bolsonaro permanecerão atuantes no gabinete do ódio. Deltan Dallagnol terá imunidade parlamentar e será um dos líderes da oposição na Câmara. Os coronéis das vacinas continuarão impunes. A Clínica Prevent

A MORTE RONDA OS QUE ROMPEM COM A FAMÍLIA

É um dado estatístico preocupante para quem já tem muitas preocupações. O bolsonarista com algum destaque na extrema direita só morre quanto começa a atacar, a ser atacado ou a se afastar da família no poder. Não é palpite ou suposição, é a realidade. Já morreram Gustavo Bebianno, Adriano da Nóbrega, Major Olímpio e agora

NÃO JOGUEM PEDRAS NOS ARREPENDIDOS

Se os líderes da oposição tivessem jogado pedras nos dissidentes de 64, a luta pela redemocratização teria sido mais demorada e traumática. São muito mais ingênuos do que radicais os que tentam desqualificar a dissidência de golpistas e bolsonaristas hoje, sejam eles civis ou militares. É o tema do meu artigo no jornal Extra Classe,

A PROLIFERAÇÃO TARDIA DAS BANDEIRAS

Alastra-se um fenômeno recente na zona sul de Porto Alegre. Casas de classe média exibem a bandeira brasileira em sacadas, pátios, grades e janelas. Em situação de normalidade, seria apenas uma imitação do que os americanos fazem. Mas imitar o civismo americano não é um costume brasileiro. Tanto que uma busca de imagens com as