INQUÉRITO DAS FAKE NEWS PRECISA PEGAR OS TERRORISTAS E OS DONOS DO DINHEIRO

Os políticos desistiram da CPI das Fake News, porque seria um estorvo de desfecho imprevisível em ano eleitoral, e jogaram o fardo no colo de Alexandre de Moraes. É um fardo pesado, imenso, disforme, mas terá de ser aberto e exposto em algum momento, ou o Supremo cometerá o erro do Senado na CPI do

A BALA ERA DE BORRACHA, DIZ A PM DE MINAS

Um policial militar gritou, deu ordens e apontou uma carabina para militantes do MST que faziam uma manifestação pró-Lula nesta quarta-feira em Juiz de Fora. É uma notícia que saiu nos cantinhos dos jornais. O que vai acontecer com o policial? Será retirado das ruas, acomodado numa cadeira estofada em serviço burocrático, investigado, julgado e

REPITAM GILMAR MENDES: NÃO HAVERÁ GOLPE

O Brasil dos videntes deveria ser menos pessimista e dizer o que Gilmar Mendes afirmou em entrevista à Daniela Pinheiro, do UOL. Não haverá golpe, porque não há como Bolsonaro aplicar e manter um golpe. Parem de dizer que seremos golpeados. Mendes vai além das abordagens que há pelo menos dois anos anunciam o golpe

GILMAR MENDES NÃO TEME O GOLPE

Entre os murmúrios dos pessimistas, que já anunciam o golpe de Bolsonaro como coisa quase consumada, ouve-se uma voz que sempre surpreende. O ministro Gilmar Mendes assegura que não haverá golpe. A entrevista que concedeu a Daniela Pinheiro, do UOL, em Portugal, talvez seja o melhor termômetro dos sentimentos de protagonistas do primeiro time do

SERGIO MORO NÃO PODE SER UM TRASTE IMPUNE

O show de Gilmar Mendes humilhando Kassio Nunes Marques e a revisão do voto de Cármen Lúcia resgatam esperanças que andavam meio extraviadas. Mas não encerram a prestação de contas da suspeição de Sergio Moro. Falta saber como ex-juiz pode ser enquadrado e responder a processos pelos crimes que cometeu. Como disse Mendes, sem essa

O NOVATO AMARELOU E FOI HUMILHADO POR GILMAR MENDES

Nunes Marques, o ministro de Bolsonaro no Supremo, amarelou e livrou a cara de Sergio Moro. O pedido de vista do processo, feito por ele no julgamento anterior, deu tempo para avaliação do poder de Lula. E Lula se mostrou poderoso. A direita não está preocupada com a suspeição de Moro, mas com o risco

NÃO PODEMOS PARAR DE FALAR DOS TORTURADORES

Bolsonaro voltou a debochar das torturas sofridas por Dilma Rousseff, e Gilmar Mendes o advertiu de que esse é um dos crimes imprescritíveis. Isso quer dizer o quê? Na Argentina e no Chile (e até no Uruguai, onde também houve anistia), pode querer dizer que os torturadores serão julgados e presos. No Brasil, Mendes sabe

AQUELES QUE A JUSTIÇA MANDA SOLTAR E OS OUTROS QUE NUNCA MANDA PRENDER

Esgotou-se o debate sobre a barbeiragem (será só isso?) que permitiu a soltura do traficante André do Rap. Os entendidos em hermenêutica tiveram uma semana para exibir conhecimentos sobre quem deve ou não ser solto, quando e por quê. Mas podemos retomar, com a mesma intensidade, outro debate sobre os bandidos que a Justiça nunca

É GENOCÍDIO MESMO?

Tivemos por um bom tempo o debate em torno da suspeita de que Bolsonaro seria líder de um governo fascista. Foi quando surgiram as ressalvas. Bolsonaro não seria um fascista clássico, de almanaque, porque não era nacionalista, não se caracterizava como líder de massas e por isso e por aquilo. Bolsonaro seria apenas um aprendiz

AS GUERRAS DE MENDES, DE MONICA IOZZI E DOS MILITARES

Gilmar Mendes acusa os militares de serem cúmplices do genocídio da pandemia. Mas ele já foi acusado de cúmplice de um criminoso e processou a acusadora. Era Monica Iozzi. Agora, os militares podem processá-lo com o mesmo pretexto que ele usou contra a atriz. Abaixo, o link do meu texto quinzenal no jornal Extra Classe.