GUERRA À PANDEMIA GANHA DINHEIRO DESEJADO POR DALLAGNOL

Os planos de emergência contra a pandemia terão R$ 1,6 bilhão do chamado Fundo Petrobras. É decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo. Poucos prestaram atenção no fato de que o dinheiro é daquela reserva de R$ 2,6 bilhões com recursos da Petrobras, que originalmente Deltan Dallagnol pretendia destinar a uma fundação “para o

A ação secreta do FBI com Dallagnol

Mais um exemplo dos métodos do lavajatismo. A ação secreta de arapongas no Brasil. Dallagnol já teria abordado o assunto em suas palestras? O link para a reportagem da Agência Pública está logo abaixo, no leia mais. https://apublica.org/2020/03/como-a-lava-jato-escondeu-do-governo-federal-visita-do-fbi-e-procuradores-americanos/

Dallagnol anda abatido

O BNDES desperdiçou R$ 40 milhões para descobrir que não há caixa preta no banco. Com essa dinheirama paga à consultoria, Deltan Dallagnol poderia finalmente criar a sua fundação para combater a corrupção. Nenhum mecenas faz uma doação para a entidade dos sonhos do Dallagnol. O procurador ficou muito solitário sem Sergio Moro em Curitiba.

O QUE O HOMEM-MOSCA TEM QUE MAURO NAVES NÃO TINHA

Diogo Mainardi foi flagrado trocando mensagens como subalterno de Deltan Dallagnol na Lava-Jato. Mainardi, como mostram as mensagens vazadas hoje pelo intercept, comportava-se como empregado da turma de Curitiba. Pois o sujeito respondeu hoje mesmo às revelações do jornal, com essa frase à la Bolsonaro no Twitter: “Só agora a bandidagem descobriu que eu apoio

PEGARAM O HOMEM-MOSCA

O Intercept pegou Diogo Mainardi, o homem-mosca, que prestava serviços (agora comprovados) para a Lava-Jato. O homem-mosca não só orientava e era orientado por Deltan Dallagnol, como suspendia a publicação de informações contra amigos da Lava-Jato e poderosos. A troca de mensagens vazadas hoje só reafirma o que todo mundo sabia, que o homem-mosca trabalhava

Um lavajatista impune

Meu texto quinzenal no Extra Classe. O que aconteceria se alguém tentasse se apropriar de R$ 2,5 bilhões da Petrobras em nome do combate à corrupção? Com Deltan Dallagnol, um ano depois do escândalo, não aconteceu nada. https://www.extraclasse.org.br/opiniao/2020/01/um-lavajatista-impune/?fbclid=IwAR2IinB-aDD6WKrFeBCC0pzPP2RGH3cB932to6xeMnNRMgv7r8CzyMKn3_k

MORO AINDA ESTÁ PENSANDO

Se tivessem tempo, quase todos os procuradores alinhados com a Lava-Jato teriam defendido a operação atacada pelo ministro Dias Toffoli. O presidente do Supremo disse em entrevista ao Estadão que a Lava-Jato quebrou empresas investigadas. Deltan Dallganol rebateu no Twitter: “Dizer que a Lava Jato quebrou empresas é uma irresponsabilidade. Primeiro: é fechar os olhos

DALLAGNOL PERDE R$ 2,5 BI E TENTA GANHAR R$ 59 MIL

O processo de Deltan Dallagnol por dano moral contra Gilmar Mendes não mira apenas no ministro do Supremo. O procurador vai amedrontar, indiretamente, todos os que apontaram seus atos suspeitos na Lava-Jato em conluio com Sergio Moro. Mendes foi o que pegou mais pesado, por se considerar devassado pelo Ministério Público, mas não foi o

JANUÁRIO, SEUS FILHOS E OS LIBERAIS BOLSONARISTAS

Há duas bombas nos jornais hoje. A primeira é a revelação de que o doleiro Dario Messer pagava propinas ao procurador da Lava-Jato Januário Paludo. É reportagem de Vinicius Konchinski, no UOL. Januário é aquele dos Filhos de Januário, o grupo de mensagens do Telegram que trocava informações da turma de Deltan Dallagnol sobre a

O prêmio para os impunes

Esta pergunta puxa meu texto no artigo quinzenal que publico no jornal Extra Classe: por que Dallagnol comemora a prisão de um corruptor que ele mesmo deixou escapar? Leia aqui: https://www.extraclasse.org.br/opiniao/2019/11/o-premio-para-os-impunes-deltan-dallagnol/?fbclid=IwAR0Mwc5qtGva0b0wDLS-deMvIc7MXZCufRLF5wqS7oYo5yQ-fuI4UhkNMGQ