SUPREMO E TSE PRECISAM PROVAR QUE ENFRENTAM AS MILÍCIAS DAS FAKE NEWS

As instituições terão de dizer e fazer algo mais sobre fake news do que anunciar que desta vez as milícias enfrentarão vigilância e punições que não tiveram em 2018. Esse algo mais precisa envolver, além de medidas de contenção dos milicianos pelo TSE, a perspectiva de que teremos condenações resultantes do superinquérito sobre o gabinete

O BRASIL DE BOLSONARO E BRILHANTE USTRA E DE LULA E PABLLO VITTAR

No mesmo domingo, Bolsonaro lança sua candidatura à presidência, sem temer represálias da Justiça por incorrer em ilegalidades, e um despacho de ministro do Tribunal Superior Eleitoral determina que artistas não podem fazer gestos ou declarações políticas num palco, sob pena de enquadramento em delito por propaganda eleitoral antecipada. No ato da propaganda antecipada de

A ELEIÇÃO SEM O ESCUDO DE AZEVEDO E SILVA

Não era o que os brasileiros mereciam nessa encruzilhada. A desistência do general Fernando Azevedo e Silva, que não assume mais a direção-geral do Tribunal Superior Eleitoral, pode levar parte das esquerdas a dançar de braços dados com a extrema direita em volta da fogueira ateada pelo bolsonarismo. Mas não há o que comemorar em

O TRAFICANTE TRABALHA PARA O MERCADO, ESTÚPIDO

As notícias sobre tráfico se repetem como se fossem sempre as mesmas. Esta é de hoje, muito parecida com uma de dias atrás e semelhante a qualquer outra que sairá amanhã: Zero Hora informa que mais de 30 traficantes e contrabandistas do norte do Rio Grande do Sul são alvo de operação policial. Cerca de

A CRÍTICA TARDIA DE MARCO AURÉLIO

O ex-ministro Marco Aurélio Mello está condenando publicamente, em entrevista à Folha, a designação do general Fernando Azevedo e Silva para o cargo de diretor-geral do Tribunal Superior Eleitoral. O argumento é o mesmo de parte das esquerdas. A ocupação da função por um militar, mesmo sendo da reserva, é a usurpação de um cargo

AS MILÍCIAS PODEM AVACALHAR COM A ELEIÇÃO E DERROTAR AS INSTITUIÇÕES?

Muita gente em Brasília sabia que o general Fernando Azevedo e Silva era sabedor de que não haveria como Bolsonaro liderar e executar um golpe. O general sabia tanto que cansou dos blefes do sujeito, deixou o Ministério da Defesa e foi embora com os chefes das três armas, que também sabiam. Sempre souberam em

TSE DIZ QUE DIFAMAR E FABRICAR FAKE NEWS SÃO CRIMES QUE SÓ VALEM PARA MAIS ADIANTE

É destruidora das mais valentes esperanças a argumentação que prevalece no Tribunal Superior Eleitoral, no julgamento das ações que pedem a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão. Vamos acompanhar o roteiro, começando pelo mais óbvio. A campanha de Bolsonaro fez disparos em massa e disseminou fake news em 2018? Sim, disseminou. Grandes empresários participaram do esquema, financiando

POR QUE AS PROVAS NÃO FORAM ENVIADAS?

Reportagem de Patrícia Campos Mello, na Folha, revela a estranha manobra que tirou do TSE a possibilidade de ter acesso a provas importantes contra Bolsonaro no processo de cassação da chapa. E o véio da Havan é, de novo, personagem de mais uma controvérsia. Abaixo, a íntegra da reportagem: FOLHA DE S. PAULO Provas do

O DUELO FINAL DE BOLSONARO COM ALEXANDRE DE MORAES

Alguns episódios nem tão recentes ajudam a entender como Alexandre de Moraes se transformou na figura com poder institucional que mais afronta e atemoriza Bolsonaro e o entorno que o protege, incluindo os militares. No dia 19 de junho de 2020, uma sexta-feira, os jornalões divulgaram com certa candura essa informação. Três ministros de Bolsonaro