A pergunta de Silvinei Vasques a Bolsonaro: por que você não está preso?

Há uma frustração não revelada entre os envolvidos nas investigações do golpismo, das muambas das arábias, dos cartões das vacinas e de outras falcatruas. Falta o ressentimento capaz de expelir ódios, acusações e provas. Faltam os ressentimentos reservado e explícito, como esse agora manifestado por Silvinei Vasques, ex-diretor da Polícia Rodoviária Federal. Os advogados de

Caso Brazão: os votos dos gaúchos

A extrema direita gaúcha na Câmara votou em peso pela libertação de Chiquinho Brazão, apontado como mandante do assassinato de Marielle Franco. Abaixo, os votos de cada um dos deputados do Rio Grande do Sul, e no fim do texto o link para a votação de todos os integrantes da Câmara. Pela libertação de Chiquinho

A cadeia é o melhor lugar para a segurança dos irmãos Brazão

Ainda prospera a suspeita de que os irmãos Brazão teriam sido mandados por algum mandante mais poderoso, quando da ordem para que Ronnie Lessa matasse a vereadora Marielle Franco. A suspeita se fortalece com atitudes como as que aconteceram nessa quarta-feira, dentro e fora da Câmara, quando toda a extrema direita do PL e do

Por que nunca é a hora certa para prender Bolsonaro?

Multiplicam-se as notícias sobre o pedido de cautela de ministros do Supremo diante da possibilidade de prisão preventiva de Bolsonaro. Como aconteceu nas muitas vezes em que o sujeito esteve acossado. São informações dos jornalões, mas sem fontes. Sempre foi assim. Pedem cautela como aflitos que pedem água de melissa. Mas quais ministros recomendam ponderação,

Mauro Cid volta a falhar como mandalete

Aconteceu o que até o estagiário do gabinete do golpe poderia prever. Mauro Cid caiu na armadilha de advogados e ex-chefes que tentaram usá-lo para confundir o cerco da Polícia Federal e de Alexandre de Moraes. Cid está preso de novo, depois de espalhar gravações com acusações à PF e ataques ao ministro do Supremo.

Bolsonaro, agora influencer milionário, precisa socorrer Mauro Cid e os manés do 8 de janeiro

Gleisi Hoffmann disse que Bolsonaro anda por aí, reunindo-se com seguidores em botecos e atacando Lula, porque lhe falta serviço. Mas Bolsonaro pode se dedicar ao ócio e gastar energia apenas nas desavenças com Valdemar Costa Neto. Inelegível, agora ele é influencer. O maior fenômeno do PIX dispõe do que nenhum político tem hoje no