OS LIMITES DA REBELDIA DE HAMILTON MOURÃO

A situação de Hamilton Mourão é a mais complicada entre os generais que se aliaram a Bolsonaro e estão sendo empurrados para um anunciado desastre que não será devastador apenas para reputações pessoais, mas para a imagem das Forças Armadas. Os outros generais podem, se desistirem de continuar subjugados pela dita ala ideológica liderada por

O HOMEM DA BOIADA ESTÁ SEM MUNIÇÃO

Ricardo Salles tem o perfil do desatinado já com um pé no penhasco. Se Bolsonaro não conseguir segurá-lo e ele for expelido do governo, teremos um candidato a atitudes imprevisíveis. Salles ataca quem defende o que ele deveria defender, mas agora agride aliados, para se posicionar bem, não necessariamente no governo, mas na família. Salles

OS FUTUROS DE LULA, CIRO E BOLSONARO

O marqueteiro João Santana voltou ao catálogo dos bruxos depois da entrevista ao Roda Viva. Santana não pode ser subestimado na sua previsão sobre o futuro de Bolsonaro. Também, não devem zombar da sua torcida pela aliança de Lula com Ciro Gomes. Primeiro, o futuro de Bolsonaro. O que ele disse no Roda Viva reverte

A IMPRENSA CÚMPLICE DO PLANO MACABRO DE BOLSONARO

A ameaça de privatização dos serviços de saúde pública só virou manchete na grande imprensa hoje à tarde, depois da decisão de Bolsonaro de revogar o decreto sobre o assunto. Os jornais e a TV Globo ignoraram a ameaça. As primeiras notícias de ontem circularam nos sites e blogs e só depois apareceram nos cantos

A MUTRETA COM O SUS

O que significa privatizar os serviços de saúde das unidades básicas? Não quer dizer, nem pode dizer, como muitos pensam, que vão cobrar pelos serviços. Não é como funcionam pedágios, luz e água. Não há como cobrar pelos serviços de saúde, porque o SUS é público, universal e integral. Está na Constituição. A mutreta é

BOLSONARO NÃO AGUENTA ATÉ 2022

O marqueteiro João Santana não acredita que Bolsonaro consiga se reeleger. Porque o sujeito, diz ele, é uma patologia da política que não aguentará até eleição. Será derrotado por falta de repertório e pelos próprios exageros. Santana foi o entrevistado de ontem do Roda Viva. Foi sua primeira aparição pública (com tornozeleira) desde a condenação

BOLSONARO É O LÍDER

O jornalista Guilherme Amado, de Veja, informa que os ministros militares pediram mesmo a cabeça de Ricardo Salles a Bolsonaro. Bolsonaro fez o que todo mundo já sabe. Telefonou para Luiz Eduardo Ramos, que Salles chamou de Maria fofoca, e para Braga Netto, seu chefe da Casa Civil, e saíram a passear de moto. Todos

OS GENERAIS E O NÚCLEO IDEOLÓGICO LIDERADO POR CARLUXO

É muito estranha essa história de que haverá um duelo mortal entre a ala militar e o núcleo ideológico do governo, depois da briga de Ricardo Salles com o general Luiz Eduardo Ramos. Que ala ideológica é mesmo essa? Quem for tentar descobrir, para ir além da superfície das notícias que a imprensa repete, verá

MANUELA RESPONDE AOS COVARDES DO GABINETE DO ÓDIO

Manuela D’Ávila foi a entrevistada de hoje na série de sabatinas que a Folha vem realizando com candidatos às prefeituras. Um dos destaques da entrevista foi sua resistência aos ataques sistemáticos promovidos pelos filhos de Bolsonaro e seus comparsas, que passaram a atuar dentro do Palácio do Planalto. Abaixo, um resumo da sabatina, feito pela

BOLSONARO SOFRE POR SER ESNOBADO PELOS GENERAIS

Bolsonaro nunca teve o reconhecimento declarado do alto oficialato. É o contrário. O ex-comandante do Exército Eduardo Villas Bôas disse em sempre lembrada entrevista à Folha que ele não era um militar. Foi um político que conseguiu comover as pessoas com a ideia de que havia sido militar. Para Villas Bôas, Bolsonaro apenas passou pelo