O JORNALISMO DEVE DIZER A BOLSONARO: NÃO MORREU AQUI ESSA HISTÓRIA

Bolsonaro lançou um desafio ao jornalismo, quando disse, no seu papel preferido de caricatura de ditador, que os motivos da demissão dos chefes militares são assunto dele e do novo ministro da Defesa. Só ele e o general Braga Netto saberiam o que aconteceu. E pronto. Essas foram as frases de Bolsonaro, na live de

O FIM DE BOLSONARO

Terminou o tempo para Bolsonaro. A partir de agora, para acalmar empresários, grileiros, milicianos, militares, negacionistas e fascistas sem geral, ele finge que governa e todos eles fingem que são governados. A direita está apenas à espera de uma alternativa para se livrar do genocida, que talvez tenha hoje somente o apoio dos generais. É

O GOLPE DE BOLSONARO É BLEFAR E METER MEDO

A palavra povo não aparece nas falas rasas que Bolsonaro tenta fazer de improviso. Não aparece muito menos nos discursos em que ele soletra o que escrevem para que leia o que não sabe numa máquina de teleprompter, olhando mecanicamente para os lados e forçando entonações e pausas em que imita a si mesmo. O

LULA EXPÔS O DILEMA DOS MILITARES QUE DÃO PROTEÇÃO A BOLSONARO

Lula começa a atormentar a direita e a extrema direita porque só ele é capaz de atitudes consideradas impensáveis. Quando alguém, em manifestação pública, ao vivo para todo o Brasil, questionaria a postura dos militares de forma tão incisiva, como fez Lula esta semana em São Bernardo do Campo? Não foi um questionamento retórico, como

OS MILITARES VACILAM E SE PROTEGEM EM NOTA COM NOVE PERGUNTAS

Foi um fracasso a nota em que o Clube Militar lamenta a manutenção da prisão de Daniel Silveira. Outras notas, com as compras de bacalhau e uísque 12 anos, todos sob suspeita de superfaturamento, tiveram maior repercussão. Os jornais da grande imprensa deram com destaque as notas das compras há uma semana. E agora esconderam

O DIFÍCIL CAMINHO DE VOLTA AOS QUARTÉIS

Os generais podem abandonar Bolsonaro, em algum momento, como já abandonaram muita gente boa no meio do caminho. A História do poder em diferentes épocas e países tem inúmeros casos de abandonos surpreendentes. Até porque já está consagrado que eles não consideram Bolsonaro um militar clássico, o que facilitaria uma retirada. Bolsonaro apenas serviu ao

PROJETO DE BOLSONARO VAI MUITO ALÉM DE OITO ANOS NO PODER

Bolsonaro anda de moto porque tem certeza de que aqueles passeios transmitem uma mensagem. De alienação geral, de total alheamento dos dramas da pandemia e de negação das suas atribuições. Um Bolsonaro adolescente se dedica a entreter seu público, porque seus eleitores querem mesmo vê-lo andando de moto, enquanto famílias de miseráveis gastam o que

ACOSTUMEM-SE. BOLSONARO ESTÁ A CAMINHO DO FIM

Os resultados da eleição deste domingo oferecem réguas e balanças para que seja medido e pesado o que vai sobrar de Bolsonaro. Vão sobrar dessa eleição apenas restos do Bolsonaro de 2018, que talvez não resistam até 2022. Dizem sempre que uma eleição municipal é apenas uma eleição municipal. Que esse é um embate quase