ACOSTUMEM-SE. BOLSONARO ESTÁ A CAMINHO DO FIM

Os resultados da eleição deste domingo oferecem réguas e balanças para que seja medido e pesado o que vai sobrar de Bolsonaro. Vão sobrar dessa eleição apenas restos do Bolsonaro de 2018, que talvez não resistam até 2022. Dizem sempre que uma eleição municipal é apenas uma eleição municipal. Que esse é um embate quase

AGORA, O RECADO A BOLSONARO É DE TODOS OS CHEFES MILITARES

Um dia depois das manifestações do comandante do Exército, Edson Pujol, de que os militares não estão a serviço de governos e de partidos, mas do Estado e do país, hoje há mais um recado a Bolsonaro. Desta vez, uma nota em defesa da missão constitucional dos militares, com a mesma mensagem: não há como

O RECADO DOS MILITARES A BOLSONARO: PARE DE BLEFAR

Bolsonaro sempre soube que não tinha pólvora. Agora não tem mais generais quietos diante das besteiras que diz. Talvez também nem tenha mais um jipe com um soldado e um cabo dispostos a segui-lo incondicionalmente. Bolsonaro está dependurado no galho seco e inconfiável do centrão, e o que vê lá embaixo é um penhasco que

FOI-SE O SÉTIMO GENERAL

Caiu o sétimo general mandado embora sem despedidas e sem honras por Bolsonaro. Otávio Rêgo Barros, sempre citado como um moderado, nunca conseguiu ser o porta-voz do governo, porque os garotos não deixaram, Para que porta-voz, se há um gabinete comandado pelos filhos do homem, dentro do Planalto, para produzir notícias falsas muito melhores do

BOLSONARO ERA BRABO E FICOU MANSO

O último blefe de Bolsonaro no ensaio do que viria a ser o golpe aconteceu em 17 de junho. Foi um dia depois da ação da Polícia Federal, que cumpriu 21 mandados de busca e apreensão contra os aliados dele e de amigos dos garotos no Gabinete do Ódio envolvidos em atos pró-ditadura. Bolsonaro avisou,

OS MILITARES E A IGNORÂNCIA

Lilia Schwarcz deu uma aula de História no Roda Viva sobre uma farsa brasileira. Por que os militares, que sempre fracassaram no poder, mantêm até hoje a imagem de salvadores da pátria? O resumo da resposta da historiadora é este: eles estão aí de novo porque o povo não sabe nada da história dos militares.

BOLSONARO DESISTIU DE SER BOLSONARISTA

Esse Bolsonaro propositivo, que defende seu governo (“o maior programa de combate à corrupção foi executado por mim”), passeia de moto e se repete com a caixinha de cloroquina – esse Bolsonaro parece um impostor fazendo uma péssima imitação de Bolsonaro. Há mais de mês Bolsonaro não produz uma frase, uma só, que prove que

A VENEZUELA PODE SER A NOSSA GUERRA DAS MALVINAS

Esta foto do monumento aos 649 argentinos mortos na Guerra das Malvinas, em 1982, é também a eternização da lembrança de um vexame. O memorial na Praça San Martin lembra aos argentinos que os militares foram criminosos como ditadores e foram incompetentes como comandantes de um confronto que todos sabiam que seria perdido. Depois da

PRECISAMOS FALAR DE GENOCÍDIO

Foi de alto risco o movimento do general Hamilton Mourão, que decidiu tentar impor o que Gilmar Mendes deve dizer. Mourão acha que o ministro deve uma retratação, como pedido de desculpas aos militares, por ter afirmado que as Forças Armadas são cúmplices do genocídio que Bolsonaro provoca com sua política de negar a pandemia.

ELES GOVERNAM PRA QUEM?

Essas são, segundo as últimas pesquisas do Datafolha e do Vox Populi, as posições dos brasileiros: 65% acham que os militares não devem participar do governo nem se envolver com política. 75% são favoráveis ao regime democrático. 78% dizem que o regime militar foi uma ditadura. 72% discordam de Bolsonaro de que o brasileiro quer