Se ninguém pega Allan dos Santos nos EUA, quem vai pegar os manés na Argentina?

A Polícia Federal já capturou 49 dos 208 manés condenados pelo 8 de janeiro e que estão foragidos. A maioria dos ainda sumidos está fora do país. A PF vai conseguir pegar o resto? A Justiça conseguirá a ajuda do governo argentino, onde estariam pelo menos 60 dos que saíram daqui, depois de romperem as

Quantos dessa turma irão escapar?

O tempo corre de mãos dadas com todos os investigados por crimes cometidos em conexão direta ou indireta com planos, ações e ideias das estruturas da direita e da extrema direita. Há um sentimento de que estão sendo invertidas as expectativas. Não se vislumbra mais com a mesma certeza a vasta lista dos que poderão

O justiceiro finalmente será contido por causa de uma briga pessoal?

Sergio Moro será processado por ter caluniado Gilmar Mendes. Como hoje está em desvantagem, pode ser condenado. Mas e daí, o que isso significa para os mortais que acompanham a briga aqui da parte debaixo da colina? Não significa nada, apesar de ter virado manchete dos jornais. Num país em que o sistema de Justiça

A Justiça decidiu o que já deveria estar decidido

O Supremo decidiu essa semana, ao ser provocado, o que deveria ser coisa decidida por conta própria. Que jornalista algum pode sofrer assédio judicial de ações em massa apresentadas em várias comarcas. Na verdade, jornalista algum deveria sofrer assédio de ações em massa, mesmo apresentadas numa só comarca. Se ficasse claro que as ações são

Malafaia atraiu Bolsonaro para um vexame em Copacabana

Até as baleias vistas de longe e citadas pelo deputado Gustavo Gayer sabiam que a aglomeração de Copacabana era de alto risco para o fascismo. E se confirmou o que muitos temiam. A aglomeração fracassou pelo que não conseguiu acrescentar à manifestação de 25 de fevereiro na Paulista. O ato pode ser considerado, pelo contexto

Malafaia já pode pedir que rezem por ele

O pastor Silas Malafaia organizou a aglomeração na Avenida Paulista e assumiu a tarefa de maior risco. Disse a Bolsonaro e a Michelle: façam o papel de pastores moderados porque eu irei representar o político malvado. E assim inverteram-se os papéis, a partir do momento em que o religioso pediu aos dois que fossem mansos

Manezões acovardados terão coragem de mostrar a cara ao lado de Bolsonaro na Paulista?

A aglomeração de 25 de fevereiro em São Paulo só trará algum consolo a Bolsonaro se reunir uma multidão. E uma multidão é muito mais do que o público que ele reuniu nas últimas aglomerações, inclusive durante a campanha eleitoral de 2022. Se reunir gente em cinco quarteirões da avenida, produzirá apenas mais um clichê

Só a prisão de Bolsonaro salva o sistema de Justiça

Um ano novo de verdade é o que apresenta grandes novidades também na área das controvérsias. Lá por maio, 2024 poderia iniciar o debate do ano, que ficaria melhor ainda se fosse estendido até dezembro. Durante todo o 2024 o Brasil debateria não mais se Bolsonaro deve ou não ser preso, mas se deve ser

Vossas excelências sabem que a mordaça do STF não punirá a empresa, mas o jornalista

Folha, Globo e Estadão entregariam tudo o que têm e ainda ficariam devendo, se fossem responsabilizadas na Justiça por todas as mentiras que publicam saídas da boca dos outros. Mas esse risco não existe, mesmo que o Supremo tenha decidido que também os órgãos de imprensa divulgadores de informações falsas e difamatórias, ditas por terceiros,

É a hora de Flávio Dino, mas sem beber chope com Hamilton Mourão

O general e senador Hamilton Mourão já disse que poderia até tomar um chope com Flávio Dino, mas não aprovaria no Senado o nome do ministro para a vaga ao Supremo. Parece uma tirada do século 20, quando políticos medianos soltavam frases com a pretensão de fazer graça e imitar os espirituosos, mas é apenas