OS QUE FALARÃO MAIS ALTO

O fim de semana não é pretexto para que fique em suspenso a resposta para a grande interrogação do momento: quem conseguirá falar mais alto entre os protagonistas da crise política provocada pela peste? Bolsonaro ou os governadores? E quem, entre os silenciosos, sairá dos abrigos dos assustados para mostrar a cara e enfrentar os

CELSO DE MELLO, MORO E A PANDEMIA

O ex-juiz Sergio Moro pode estar entre os que foram salvos pela pandemia? O Supremo deveria julgar daqui a pouco, possivelmente em abril, o processo de suspeição do chefe da Lava-Jato, que está na Segunda Turma. O voto decisivo, que pode decretar o fim oficial da fama do ex-juiz e afastar suas chances de chegar

TOFFOLI, ALCOLUMBRE E MAIA TÊM SEIS DIAS

Esta semana é decisiva para que os comandantes do Supremo, do Senado e da Câmara digam se têm suportes político e institucional suficientes para enfrentar Bolsonaro. O protesto que mexe com a autoridade de todos eles está marcado para domingo. São seis dias para firmar posição. Dias Toffoli, Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia têm seis

A DESPEDIDA DE CELSO DE MELLO

A primeira voz a condenar a tentativa de golpe de Bolsonaro foi a do ministro que dará o voto decisivo sobre a suspeição de Sergio Moro na Lava-Jato. Será um voto histórico contra os justiceiros. Este é o tema do meu texto quinzenal no Extra Classe. https://www.extraclasse.org.br/opiniao/colunistas/moises-mendes/2020/02/a-despedida-de-celso-de-mello/?fbclid=IwAR0YKz1_Gq6QDek9sNBFDNquw1rN6wwpeJIFbtZzKSm7R_oRfshH9u3Mglg

A última humilhação

O Supremo corre o risco de ser usado para mais uma jogada imoral do lavajatismo, se Bolsonaro indicar o ex-juiz à vaga de Celso de Mello apenas para se livrar de um competidor da extrema direita em 2022. Este é meu artigo quinzenal no Extra Classe. https://www.extraclasse.org.br/opiniao/colunistas/2020/01/sergio-moro-as-vesperas-da-ultima-humilhacao/?fbclid=IwAR27qQKTM9sU0ZFYdYvAo_59eCfQ_WNJ_H8LiZce8iYDWBCGzKL5urmQdvI

MORO CAIU NA PRISÃO PREVENTIVA DE BOLSONARO

Será terrível a vida de Sergio Moro como prisioneiro de Bolsonaro, talvez mais tenebrosa do que a dos suspeitos mantidos em prisão preventiva sem fim em Curitiba. Bolsonaro recuou da ameaça de tirar a área de segurança do comando do ex-juiz, mas tem a chave da cela do ameaçado. Moro está nas mãos de Bolsonaro,

MORO É UM LEIGO, SEGUNDO MARCO AURÉLIO

O ministro Marco Aurélio produziu o comentário mais desabonador sobre o ex-juiz Sergio Moro. Com a autoridade de integrante da mais alta Corte do país há 29 anos, o ministro colocou Moro ao lado dos leigos, e não dos juristas ou operadores do Direito, ao responder ao ataque que o ex-juiz fez ao Supremo. Em

MORO, O SUPREMO E AS MILÍCIAS

Todas as análises sobre o comportamento de Sergio Moro indicam que o ex-juiz não responderá às provocações de Lula porque ainda quer ser ministro do Supremo. Moro não fez referência direta a Lula, no tuíte em que afirma que não responde a criminosos. O ex-juiz tenta se cuidar, porque atritos políticos diretos podem prejudicá-lo. Mas