BOLSONARO PEDIU SINAIS AO SEU POVO E CAIU NA PRÓPRIA ARMADILHA

Bolsonaro deve decidir esta semana o que faz com a autorização que recebeu do seu povo. Nas manifestações de sábado e domingo, o sujeito foi incentivado a seguir em frente. Cartazes e faixas diziam: “Nós te autorizamos, presidente”. Foi uma resposta ao apelo feito por Bolsonaro dia 14 de abril, no cercado do Alvorada, quando

GOLPE COM QUEM, CARA PÁLIDA?

O voto impresso é o habeas da extrema direita insegura para as eleições do ano que vem. A defesa do comprovante do voto em papel, como pede Bolsonaro, apareceu com força nas manifestações de sábado. O truque já está consagrado como arma de Bolsonaro e se disseminou como parte da estratégia golpista. Defendem o voto

O EXÉRCITO DELE?

Bolsonaro começou fazendo ameaças de golpe e se referindo ao “meu Exército”. Nos últimos blefes, ele recuou um pouco e falou do “nosso Exército”. Na semana que vem, pode ameaçar com o “vosso Exército”. Se for derrubado e não receber proteção, pode se queixar do “Exército deles”. Bolsonaro foi um tenente medíocre consumido pela ilusão

O BLEFE DO GOLPE É A CACHAÇA DE BOLSONARO

Faz aniversário na próxima segunda-feira, dia 19, a primeira participação acintosa de Bolsonaro nas manifestações pelo golpe. Foi quando ele subiu na carroceria de uma picape em Brasília e assustou o mundo com a cara transtornada. Esta foto, com o sujeito tossindo, com os olhos revirados, correu mundo. Aconteceu num domingo, na frente do quartel-general

O SUPREMO BUSCA A SALVAÇÃO

O Supremo foi relapso diante de agressões recentes à democracia. A mudança de postura, com o enfrentamento da extrema direita, é um esforço nunca visto pela sobrevivência. Os ministros do Supremo podem dizer que defendem a Constituição, as instituições, a democracia e as liberdades. Hoje, o que os ministros precisam defender é a própria relevância.

UM RECADO AOS QUE PLANEJAM MOTINS

Mais uma informação vinda da Bolívia, que pode interessar aos que sonham no Brasil com a transformação das polícias militares em estruturas bolsonaristas a serviço de motins contra os governadores e, mais adiante, como suporte até para um golpe. Desde o início de março, o Ministério Público pediu e a Justiça determinou a prisão de

A LIÇÃO DOS VIZINHOS PARA A PRESERVAÇÃO DAS FORÇAS ARMADAS

O general Fernando Azevedo e Silva sai dizendo que preservou as Forças Armadas como instituições de Estado. Não há como duvidar dos dilemas institucionais e dos dramas pessoais que o confrontaram com os impulsos autoritários de Bolsonaro. O general pode ter cansado de brincar de golpe ao lado do chefe inseguro. Mas Azevedo terá de

O GOLPE DE BOLSONARO É BLEFAR E METER MEDO

A palavra povo não aparece nas falas rasas que Bolsonaro tenta fazer de improviso. Não aparece muito menos nos discursos em que ele soletra o que escrevem para que leia o que não sabe numa máquina de teleprompter, olhando mecanicamente para os lados e forçando entonações e pausas em que imita a si mesmo. O

BOLIVIANOS PROCURAM O COVARDE QUE TRAIU EVO MORALES

Esta figura grotesca, que parece personagem de série de quinta categoria sobre antigas repúblicas bananeiras, é o sujeito mais procurado da Bolívia. A Justiça mandou prender os chefes do golpe de novembro de 2019 contra Evo Morales. A imprensa anuncia nas manchetes, como personagem principal entre os que serão encarcerados, a senadora e “ex-presidente interina”

CADEIA PARA OS GOLPISTAS

A Bolívia faz o que o Brasil não consegue fazer. A golpista Jeanine Añez e seus ministros, que tomaram o poder depois do golpe contra Evo Morales, em novembro de 2019, estão sendo procurados com ordens de prisão da Justiça. Jeanine, fascista e racista, foi o que chamavam de “presidente interina”, depois da caçada a