O MASSACRE DE AÉCIO E LEITE CONTRA DORIA É INÉDITO PÓS-DITADURA

João Doria é um caso a ser melhor estudado como fracasso e rejeição. Mas há consenso em torno de pelo menos um componente do processo de destruição da sua imagem. Doria foi massacrado pelo movimento pró-golpe em que Aécio Neves esteve a serviço de Eduardo Leite. Doria venceu as prévias do partido para ser candidato

UM TUCANO VOANDO PARA O NOVO GOLPE

É errática, com trilhas envoltas por penumbras éticas e manobras oportunistas, a caminhada de Eduardo Leite em direção a alguma coisa que ele nunca sabe direito o que possa ser. Leite não conseguiu aplicar o golpe em João Doria e cometeu um erro que políticos menos arrogantes não cometeriam. Caiu na arapuca armada por Aécio

O DEUS FASCISTA DE BOLSONARO

Deus nunca teve responsabilidade tão grande pelos destinos da extrema direita brasileira como agora. O Deus católico, que tanto se dividiu entre esquerda e direita, sempre foi um bom coadjuvante na política. Já o Deus de Bolsonaro, de raiz neopentecostal, é apresentado como protagonista num país em que Deus decide se um pênalti entra ou

O MINISTRO BARROSO FEZ A COISA CERTA

Sem a vara curta do ministro Luis Roberto Barroso, naquele 24 de abril, muitas falas e atitudes golpistas estariam sendo adiadas. Teríamos só mais adiante alguns movimentos decisivos para que se enxergue melhor o cenário e sejam expostos à luz os protagonistas e alguns coadjuvantes da ameaça de golpe. Quando Barroso disse que as Forças

O GOLPE DEPENDE DO CAOS

São exagerados os que, olhando de fora, montam cenários sofisticados para o plano de Bolsonaro de esculhambar com a eleição. O que pode acontecer tem muito do Brasil arcaico de bandidos e grileiros misturados a empresários e à classe média fascista e pouco das sutilezas do que poderia ser uma guerra híbrida. Bolsonaro precisa do

QUEM TEM MEDO DOS MILITARES E DOS MILICIANOS

Se até parte das esquerdas entregou-se ao fatalismo de que vai ter golpe, e se o Brasil está resignado desde 2016, o que será de nós com Bolsonaro, militares e milicianos com poder absoluto?  O fatalismo precisa levar em conta o ingrediente essencial de um golpe. Todos os outros componentes, que vão determinar a intensidade e

BOLSONARO PODE ATEAR FOGO E SER EMPURRADO PARA A FOGUEIRA

Muita coisa não fecha no roteiro do golpe tramado por Bolsonaro e que estaria agora em ritmo mais acelerado com a amplificação das ameaças ao Supremo e ao TSE. Há incoerências, mesmo que um golpe seja um bicho disforme muitas vezes sem pé nem cabeça. O plano parece frágil, até porque teria muito coturno e pouco sapato

O SILÊNCIO CRIMINOSO DOS QUE SE ACOVARDARAM

As ameaças de Bolsonaro e dos militares ao TSE e às eleições são cada vez mais acintosas porque eles se sentem à vontade para avançar. E avançam sobre um Brasil de entidades acovardadas. As organizações empresariais são as mais covardes, mesmo que não sejam diretamente cúmplices do golpe. A grande imprensa é covarde. Também não