NÃO PERDOEM DE NOVO OS TORTURADORES

A história dessa mulher, que já foi recontada em todo o mundo, aciona um questionamento histórico e sempre controverso: o esforço pela reconciliação política, depois de desfeito um golpe, como ocorreu agora na Bolívia, deve poupar autores de violências como essa? Maria Patricia Arce Guzman, a prefeita de Vinto, em Cochabamba, teria o direito de

PRECISAMOS CONVERSAR SOBRE OS TORTURADORES

Só no Brasil, em toda a América do Sul, um vice-presidente da República é capaz de elogiar um torturador como se fosse um herói nacional. Tudo porque aqui os assassinos da ditadura, entre os quais Brilhante Ustra, elogiado por Hamilton Mourão, ficaram impunes. Mas começam a surgir iniciativas no sentido de julgar e condenar os

A PROFESSORA, A MÃE, O JUIZ E OS TORTURADORES

A professora Elena Cándida Quinteros era militante anarquista e tinha 31 anos quando foi presa e desapareceu de uma unidade do Exército em Montevidéu, em junho de 1976. Quem aparece na foto carregando o cartaz com seu nome em uma manifestação em Montevidéu, nos anos 80, é sua mãe, dona Tota Quinteros. Tota foi uma

O DRAMA DE PEPE MUJICA

Não está fácil a vida das esquerdas latino-americanas. Até José Pepe Mujica foi arrastado para o centro de uma controvérsia no Uruguai, onde nos últimos anos a imprensa e os familiares de desaparecidos voltaram a remexer nos armários da ditadura. A Frente Ampla de Mujica está sendo cobrada pela própria esquerda (e claro que até

OS CADÁVERES DA DITADURA URUGUAIA

Os uruguaios não param de encontrar cadáveres e identificar os assassinos da ditadura dos anos 70 e 80, enquanto no Brasil os torturadores são elogiados por quem está no poder. Agora, as informações que estão impactando o país e não saem das capas dos jornais tratam das confissões do coronel reformado Gilberto Vázquez (na foto

PRECISAMOS FALAR DA CASA DA MORTE

Deve ser lida sem pressa, como lição de História, a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal contra três agentes da ditadura acusados do sequestro, da tortura e do desaparecimento do advogado Paulo de Tarso Celestino da Silva, em 1971. Silva foi levado pelos torturadores para o prédio que ficou conhecido como a Casa da Morte,

ELES SEMPRE TENTAM ESCONDER OS MORTOS

Os militares e seus cúmplices civis tentaram esconder o número de mortos na ditadura, assim como agora Bolsonaro tenta esconder os números dos que morrem pela Covid-19. Os ditadores tentaram esconder como torturavam, como faziam desaparecer os que consideravam inimigos e como matavam. Não conseguiram. Não podemos esquecer que o projeto Brasil Nunca Mais, que

QUANDO EXALTAR A TORTURA NÃO BASTA

Regina Duarte deixa o comando da Cultura, mas vai ser feliz na chefia da Cinemateca Brasileira. Se não der certo lá, irá para o comando de alguma área qualquer, desde que fique no governo, porque Regina não tem para onde voltar. Regina Duarte é a derrota das nossas ilusões com uma figura que a arte

QUEM MATOU VALODIA?

O Brasil tem um presidente que elogia torturadores e os considera seus ídolos. No Uruguai, muitos dos torturadores da ditadura dos anos 70 e 80 ainda não morreram e não dormem direito. O Ministério Público não deixa. Em meio à pandemia, um promotor assombra os assassinos do médico Vladimir Roslik, o Valodia, torturado e morto

O CARNICEIRO LIBERTADO PELA PANDEMIA

Os argentinos enfrentam mais um dilema que os brasileiros nunca terão: a libertação de criminosos da ditadura, porque são na maioria idosos na faixa de risco da pandemia. No Brasil, não há quem libertar, porque assassinos e torturadores foram anistiados e sempre ficaram soltos. Brilhante Ustra, ídolo de Bolsonaro, morreu em liberdade em 2015. Muitos