BOLSONARO QUER INVENTAR A APURAÇÃO TABAJARA

Alguém acredita mesmo que os militares sejam capazes, como deseja Bolsonaro, de realizar uma apuração paralela de votos na eleição? Se acredita, deve dizer em detalhes como esse sistema funcionaria à margem da estrutura oficial. O que significa uma apuração paralela? Os militares fariam as tais totalizações? De seções? De cidades, de Estados? Fariam apuração

A SOLIDÃO DO SUPREMO NA LUTA CONTRA O FASCISMO

Se Bolsonaro determinasse em decreto o extermínio de todos os povos das florestas, o Supremo enviaria logo depois um pedido de explicações ao Palácio do Planalto.  O Supremo é hoje, além da mais brava instituição contra o fascismo, um despachante de pedidos de explicações ao governo. Pedem que o STF peça explicações, e o STF

MARCELO AULER ENTREVISTA OLÍVIO DUTRA NA TV 247 SOBRE HISTÓRIA, LULA, ALIANÇAS E SOCIALISMO

Um novo governo de Lula não poderá ser um governo de uma pessoa só. É o que defende Olívio Dutra em entrevista a Marcelo Auler, na TV 247. O entrevistado tem muito a dizer sobre o que vem aí. Olívio revela o que pensa da possível aliança do PT com forças de centro-esquerda e de

A GUERRA QUE VEM AÍ

O novo ano vai testar, em meio a uma eleição, a capacidade de resistência das instituições diante do avanço do fascismo. Ministério Público e Judiciário serão capazes de punir generais e coronéis acusados de envolvimento em delitos graves com as quadrilhas da pandemia? É o tema do meu artigo quinzenal, na edição online do jornal

BOLSONARO ANDA EM BUSCA DE UMA CRUZ

A turba esperava que Bolsonaro anunciasse, em Brasília e na Paulista, os próximos passos em direção ao poder absoluto. E o que o sujeito ofereceu ao seu povo foi de novo o medo de ser preso. Preocupam-se os democratas com o discurso com um tom um pouco acima do usual. Mas saem frustrados os que

FALTA O MANIFESTO DOS MILITARES

Se os generais aliados de Bolsonaro podem se manifestar sobre questões políticas, por que os generais críticos do governo também não podem dizer o que pensam sobre o blefe do golpe? Alguns até se manifestam, mas são sempre os mesmos: os generais Paulo Chagas, Santos Cruz e Francisco Mamede de Brito Filho e o coronel

QUEM FICOU DE FORA DO MANIFESTO

É divertido procurar e não achar quem poderia ter assinado, mas não assinou, o manifesto de empresários, banqueiros, economistas, religiosos e intelectuais contra o golpe. Um exemplo: Paulo Lemann, o homem das cervejas, o empresário mais rico do Brasil, o guru do empreendedorismo e do liberalismo, não encarou a empreitada. A lista inicial do manifesto

BOAVENTURA: POR QUE O BRASIL AINDA ESTÁ DORMINDO?

Virou assunto quase proibido no Brasil o debate sobre a apatia dos estudantes e dos jovens em geral. Escrevi sobre o assunto domingo para o Brasil 247 e aqui no blog. É uma pergunta recorrente que poucos se dispõem a tentar responder, porque as esquerdas, os partidos, as entidades e as estruturas de esquerda não

O PRÍNCIPE NÃO QUER SER INCOMODADO

Trecho de artigo de Fernando Henrique Cardoso, o pernóstico, hoje no Globo: “Às vezes, raramente, sinto certo desânimo. Olho em volta e vejo: meu Deus, outra vez! É o Congresso em seu ritmo habitual: dá cá, toma lá. Certa vez perguntei a Bill Clinton, então presidente dos Estados Unidos: mas é sempre assim? Tratava-se da