Os sócios do golpe nada recebem de Bolsonaro

Mauro Cid virou a esponja de todos as desgraceiras causadas pela tentativa de golpe. Nunca mais será promovido a general. Engordou 10 quilos. A mulher teve um celular apreendido pela Polícia Federal. Está de volta à prisão e tem problemas financeiros.

Colegas de farda estão fazendo vaquinhas para socorrê-lo. É nesse ponto, dos problemas financeiros, que se revela um dos dramas da turma pobre ou remediada do coronel, que acreditou em Bolsonaro e no golpe, viu o chefe fugir para os Estados Unidos e acompanha agora seu novo plano de fuga.

No áudio que divulgou com ataques à PF e a Moraes, Cid refere-se aos colegas de golpe que estão escapando e com a carreira militar preservada. E lembra que Bolsonaro ficou milionário com a arrecadação de R$ 17 milhões via PIX.

Mauro Cid voltou a falar do PIX de Bolsonaro também no depoimento à PF. Da lista de problemas que enfrenta, poucos terão solução. Mas nada impede que tenha o suporte de um PIX do ex-chefe para pelo menos pagar os advogados. Porque a sua vaquinha não terá 1% da vacona gorda de Bolsonaro.

Bolsonaro deveria dividir parte da fortuna não só com Mauro Cid, mas com todos os outros, próximos ou distantes, que acreditaram no seu golpe e tiveram as vidas destruídas.

São muitos os que estiveram no seu entorno auxiliar no governo e são centenas entre manés, patriotas e terroristas presos, processados e alguns já condenados a 17 anos de cadeia.

Bolsonaro tem muito dinheiro para que se negue a ajudar esse pessoal. Na maioria, é uma ralé de extrema direita sem o perfil que muitos, inclusive das esquerdas, pretendem que tenham. São quadros irrelevantes do bolsonarismo. Quase todos necessitados, com exceção dos financiadores do golpe.

Mauro Cid, agora obeso e sem dinheiro, com a possiblidade de ver a mulher envolvida na trama golpista e sem novas estrelas no ombro, é um homem sem futuro.

Transformou o pai general em muambeiro de bagulhos das arábias, arrastou colegas para a cena dos crimes e está preso de novo pensando que, durante quatro anos, foi mandalete de Michelle.

Foi abandonado, enquanto Michelle recebe honrarias em São Paulo e Bolsonaro se prepara, se não fugir para a Hungria, para sair pelo Brasil em campanha pelos seus candidatos nas eleições municipais. Com mais de R$ 18 milhões no banco, considerando-se as correções.

Bolsonaro dá tanto lucro quanto a Petrobras, mas não reparte nada, nem o básico do que lucrou até agora com os juros de Roberto Campos Neto.

Jornalistas amigos dessa gente, que reclamam a partilha de bônus dos ganhos da Petrobras com as hienas do mercado financeiro, poderiam cobrar o mesmo de Bolsonaro. A Globo e a Faria Lima devem reclamar a distribuição de dividendos do PIX milionário.

Antes de fugir, Bolsonaro precisa socorrer quem acreditou no seu golpe e acabou preso, enquanto ele passeava nos Estados Unidos. É uma questão moral, se é que as facções do fascismo lidam com dilemas nessa área.

3 thoughts on “Os sócios do golpe nada recebem de Bolsonaro

  1. Aqui em Formosa GO a 80 km de Brasília é infestado de bolsonarista são irracionais e tenham ciência de que o mal está feito e não tem cura. É impressionante o graus de alienação.

  2. O Mauro Cid sabia que tudo o que fazia estava errado, que era crime, desde o início. Então quando o Bolsonaro decide que precisava dar um golpe, Cid já não tinha como se desvencilhar para tentar preservar as patentes prometidas.

  3. O cid foi olho grande pois sabia
    Que era errado o que fazia. Quis
    Participar do esquema, agora quer dar de bonzinho. Cana nele
    O ex governador quebra-placa de mariele tambem quer passar
    Por heroi. Ambos sabiam que o
    Cagao nao livraria eles, vide sara winter. Ele só livrará os filhos dele. Quem o inelegivel
    Zelou para livrar dos processos
    Até aqui. Ninguem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Website Protected by Spam Master


9 + 1 =